Mercado abrirá em 9 mins

CEO da Ferrari vê equipe em "buraco" e aposta em reinício para 2022: "Essa é a nossa esperança"

Jonathan Noble
·1 minuto de leitura

A Ferrari teve uma nova performance desapontante neste fim de semana, no GP da Toscana de Fórmula 1, quando Charles Leclerc, que chegou a estar em terceiro, terminou em oitavo, e Sebastian Vettel foi apenas o décimo. E para o CEO da montadora, Louis Camillieri, a equipe se encontra em um "buraco" e não há como escapar disso, mas aposta em um futuro melhor.

E tudo isso aconteceu durante o 1000º GP disputado pela montadora na F1. Para as celebrações, os principais nomes da equipe estavam presentes em Mugello, incluindo o presidente-executivo John Elkann e o CEO Camillieri.

Ferrari 1000th GP celebration atmosphere

Ferrari 1000th GP celebration atmosphere<span class="copyright">Franco Nugnes</span>
Ferrari 1000th GP celebration atmosphereFranco Nugnes

Franco Nugnes

A Ferrari celebrou seu 1000º GP com um evento especial em Florença na noite do último sábado (12), e Camillieri ainda vê um belo futuro para a equipe.

"Olha, eu vejo a Ferrari e a Fórmula 1 como gêmeos siameses", disse. "Como imaginar a Fórmula 1 sem a Ferrari? Ou vice-versa?"

"Estamos aqui há muito tempo, e somos a única equipe a fazer isso... Outros entram e saem. E sim, a nossa história cria pressão também. Mas mal podemos esperar pelos próximos mil GPs".