Mercado abrirá em 2 h 27 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,77
    +0,72 (+1,11%)
     
  • OURO

    1.700,40
    +22,40 (+1,33%)
     
  • BTC-USD

    54.159,27
    +4.474,92 (+9,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.093,89
    +69,68 (+6,80%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.747,85
    +28,72 (+0,43%)
     
  • HANG SENG

    28.773,23
    +232,40 (+0,81%)
     
  • NIKKEI

    29.027,94
    +284,69 (+0,99%)
     
  • NASDAQ

    12.547,00
    +249,75 (+2,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9831
    +0,0233 (+0,33%)
     

CEO da Eletrobras diz que decidiu sair depois de ver processo de privatização perder tração

·1 minuto de leitura

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente-executivo da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, decidiu renunciar depois de entender que o processo de privatização da estatal elétrica perdeu tração, afirmou o executivo, durante uma teleconferência com analistas de mercado.

Ferreira destacou que teve o empenho e compromisso do Ministério de Minas e Energia para realizar a venda de ações que resultaria em uma empresa privada. No entanto, ele disse que o processo foi adiado durante a pandemia e paralisado no Congresso.

"Nós não conseguimos ver a tração que esse processo... deveria ter. É uma percepção pessoal. E em cima dela foi que eu tomei essa decisão anunciada ontem", disse Ferreira.

A renúncia do CEO foi comunicada ao mercado na noite de domingo e, nesta segunda-feira, a BR Distribuidora informou que o convidou para assumir a presidência da companhia, no lugar de Rafael Grisolia.

(Por Marta Nogueira e Sabrina Valle)