Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,28
    -0,02 (-0,03%)
     
  • OURO

    1.775,60
    -1,10 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    34.825,39
    +1.211,71 (+3,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    840,02
    +53,40 (+6,79%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    28.882,46
    +65,39 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    28.875,23
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    14.353,00
    -1,25 (-0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8605
    -0,0018 (-0,03%)
     

CEO da Ducati anuncia que ainda não irá fazer motos elétricas

·2 minuto de leitura
CEO da Ducati anuncia que ainda não irá fazer motos elétricas
CEO da Ducati anuncia que ainda não irá fazer motos elétricas

Reconhecida por ser uma das marcas de motocicletas mais amadas do mundo, parece que a Ducati não irá entrar tão cedo no mercado de veículos elétricos. Mesmo após o CEO Claudio Domenicali afirmar, em 2019, que “o futuro é elétrico”, parece que fábrica italiana não tem interesse no setor a curto prazo.

Novas declarações de Domenicali à imprensa especializada confirmaram que a Ducati não fez nenhum progresso em relação às motocicletas elétricas. Acontece, de acordo com o anúncio oficial, que a bateria tem sido o maior obstáculo para a marca.

Ducati 1299. Imagem: Ducati/Divulgação
Ducati 1299, um dos principais modelos da marca. Imagem: Ducati/Divulgação

“Digamos que neste momento a principal complexidade em fazer motocicletas elétricas com alto desempenho e autonomia está na bateria. Portanto, estamos acompanhando com muita atenção a evolução desse componente, e neste momento estamos avaliando quando e em que momento a quantidade de energia que pode ser armazenada em uma bateria fará de alguma forma um produto como uma moto elétrica em escala real utilizável”, explicou o CEO, detalhando que as fontes de energia de íon-lítio não “avançaram o suficiente” para fornecer o desempenho suficiente na criação de um veículo elétrico.

“Há uma evolução evidentemente importante, porque em comparação com, por exemplo, quinze anos atrás, houve uma mudança importante (…) e hoje, as baterias de lítio têm um alto desempenho, mas ainda não são capazes de armazenar uma quantidade suficiente de energia para manter o peso da moto no nível atual. Hoje, portanto, são necessários compromissos entre autonomia e peso”, declarou.

Domenicali ainda disse que aguarda para “meados desta década” um passo importante no desenvolvimento de baterias, e atualizações ainda mais importantes para o “final dos anos 2020”.

Leia mais:

Embora Domenicali pareça admitir que a Ducati não consegue acompanhar a tecnologia de startups ou os fabricantes que já adotaram a produção de modelos elétricos, ele não nega que as motos elétricas podem ser uma adição benéfica à marca “no futuro”.

“Estou otimista com a característica [elétrica]: se deixarmos o peso de lado por um momento, o motor elétrico é muito esportivo, então certamente podemos fazer produtos com as características da nossa marca, que sempre esteve ligada ao desempenho e ao esporte. O mais relevante , agora, é [pensar] no momento da introdução”, conclui o CEO.

Mesmo admitindo que não teve avanços impressionantes na criação de baterias capazes de suportar um veículo elétrico, a Ducati já está atrás de algumas concorrentes diretas, que parecem não ter tido nenhum problema com o aspecto. De acordo com o chefe de tecnologia (CTO) da também italiana Energica – que é considerada a principal empresa de motos elétricas da Europa -, um tipo de carregamento extremamente rápido está sendo implantado em vários modelos, capaz de abastecer 85% em 15 minutos. E também tem a Harley-Davidson, que anunciou recentemente um plano ambicioso de cinco anos, que inclui foco total em motos elétricas.

Fonte: Electrek

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos