Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.264,38
    -1.461,16 (-2,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

CEO da BlackRock teme êxodo de Nova York por impostos mais altos

Annie Massa
·3 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Wall Street tem se saído muito bem com o trabalho remoto, e isso deve preocupar autoridades de Nova York, segundo o diretor-presidente da BlackRock, Larry Fink.

Embora a BlackRock tenha planos de permanecer na cidade - está mudando a sede para um novo arranha-céu no Hudson Yards -, um novo aumento de impostos sobre os ricos pode levar residentes a se mudarem, disse Fink em entrevista na quinta-feira, quando a empresa informou que os ativos sob gestão subiram para US$ 9 trilhões no primeiro trimestre.

“Não há dúvida de que há funcionários em nossa empresa que desejam se mudar para outros locais por causa dos impostos”, disse. “Todas as empesas têm observado isso.”

Alguns dos residentes mais ricos de Nova York se mudaram para outras áreas do estado após o início da pandemia, bem como para a Flórida ou Texas, que não cobram imposto de renda. Várias gestoras de ativos, como a Elliott Management e Citadel, estão transferindo suas sedes ou abrindo escritórios em outras cidades.

Nova York decidiu elevar os impostos para residentes mais ricos como parte de um acordo orçamentário fechado no início do mês pelo governador Andrew Cuomo e parlamentares estaduais. A alíquota máxima combinada para residentes de maior renda na cidade de Nova York - que também pagam um imposto de renda municipal - pode variar de 13,5% a 14,8%, a mais alta do país.

A medida de Nova York é a mais recente tentativa de fazer com que contribuintes ricos dos EUA financiem déficits orçamentários ou gastos futuros. Os abastados do país continuaram a ganhar dinheiro mesmo com o impacto da pandemia na economia.

“Somos uma empresa orgulhosa em Nova York”, disse Fink. “Vamos descobrir se podemos trazer de volta a velha Nova York e ter a mesma vitalidade.”

A BlackRock, por sua vez, está em boa fase, impulsionada por novos estímulos do governo e pela rápida campanha de vacinação. As entradas líquidas totais atingiram recorde com os contínuos ganhos dos mercados acionários, disse a empresa em comunicado.

O maior volume de recursos disponíveis durante a pandemia - seja por cheques de estímulo ou mudanças de comportamento - aumentou o interesse em investir, disse Fink em entrevista anterior à CNBC.

“É fantástico ver mais pessoas investindo no longo prazo ou mesmo negociando”, disse.

As entradas líquidas em produtos de investimento de longo prazo, como fundos mútuos e fundos de índice, totalizavam US$ 133 bilhões em 31 de março. No mesmo período do ano passado, investidores haviam retirado US$ 18,7 bilhões líquidos, quando a declaração de pandemia provocou uma onda vendedora, encerrando o chamado “bull market”, ou tendência altista, mais longo da história.

Mas as ações se recuperaram rapidamente, estabelecendo novos recordes no ano passado e em 2021. O S&P 500 subiu 5,8% no primeiro trimestre, enquanto o presidente Joe Biden aprovou um pacote de estímulo de US$ 1,9 trilhão e liderou a campanha de vacinação contra a Covid-19, o que aumentou o otimismo de investidores.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.