Mercado fechará em 4 h 26 min
  • BOVESPA

    110.769,66
    -1.154,27 (-1,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,23 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,19
    +2,21 (+2,76%)
     
  • OURO

    1.804,30
    -5,30 (-0,29%)
     
  • BTC-USD

    17.208,83
    +264,28 (+1,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    407,67
    -3,55 (-0,86%)
     
  • S&P500

    4.046,25
    -25,45 (-0,63%)
     
  • DOW JONES

    34.243,32
    -186,56 (-0,54%)
     
  • FTSE

    7.583,07
    +26,84 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    19.518,29
    +842,94 (+4,51%)
     
  • NIKKEI

    27.820,40
    +42,50 (+0,15%)
     
  • NASDAQ

    11.930,00
    -80,25 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5311
    +0,0371 (+0,68%)
     

CEO da Binance diz que colapso da FTX afetou confiança na indústria de criptomoedas

Após uma carta enviada de Changpeng Zhao para seus funcionários vazar no Financial Times, o fundador da Binance publicou a mesma em suas redes sociais, reiterando seu espirito de transparência.

No texto, Zhao comenta que ficou surpreso com a ligação de Sam Bankman-Fried (SBF) nesta terça-feira (8), dando início a compra da FTX pela Binance.

“Fiquei surpreso quando ele (SBF) quis conversar. Minha primeira reação foi, ele quer fazer uma negociação de balcão (OTC)… Mas aqui estamos.”

Ou seja, nem mesmo CZ acreditava que a FTX poderia estar insolvente, mesmo afirmando que estaria vendendo todos os tokens FTT dias antes da ligação para mitigar riscos.

Zhao também recomenda que seus funcionários não vendam ou comprem FTT, afinal alguns deles poderiam ter informações privilegiadas sobre a aquisição da FTX. Outro ponto é que nem mesmo a Binance conseguiu se livrar de seus FTT antes da forte queda.

“Assim que finalizei a chamada com SBF ontem, pedi a nossa equipe que parece de vender [FTT] como organização. Sim, nós temos uma quantia.”

Changpeng Zhao está preocupado com o futuro da indústria e da Binance

No momento, muitas pessoas estão atribuindo a queda da FTX ao fundador da Binance. Afinal, Sam Bankman-Fried teria insultado CZ há cerca de 10 dias, afirmando que ele não poderia pisar em Washington, D.C., nos EUA.

Entretanto, CZ comentou que a queda de sua rival “não é uma vitória”, pelo contrário. Além da confiança dos usuários estar fragilizada, agora reguladores vão atacar a Binance mais do que nunca.

“Os reguladores examinarão ainda mais as corretoras. Licenças em todo o mundo serão mais difíceis de obter. As pessoas agora pensam que somos a maior [corretora] e nos atacarão mais.”

Temendo ser alvo de reguladores, Zhao então aponta que a transparência da Binance deve aumentar. Como exemplo, cita que sua corretora deve fornecer prova de reservas, por conta própria.

Em outras palavras, investidores merecem sabem se seus fundos realmente estão sobre a custódia da corretora, ou seja, se a corretora não está trabalhando com reserva fracionária.

Ignore os preços, diz CZ enquando mercado derrete

As criptomoedas perderam R$ 900 bilhões em valor de mercado apenas nas últimas 24 horas. O bitcoin, agora negociado a US$ 17.000, está em seu menor preço desde 2020, já altcoins estão apresentando perdas de dois dígitos percentuais.

Mercado de criptomoedas em forte queda com contágio da FTX. Fonte: Coin360.
Mercado de criptomoedas em forte queda com contágio da FTX. Fonte: Coin360.

De qualquer forma, Zhao pede que seus funcionários ignorem os preços e sigam construindo soluções.

“Como eu disse várias vezes ao longo dos anos, ignore os preços. Vamos manter nossas cabeças baixas e focar na construção de produtos que as pessoas usem. Isso sempre funcionou e hoje, obviamente, não é uma exceção”, finalizou Changpeng Zhao.

Por fim, a queda da FTX pode ter consequências drásticas para o mercado. Afinal, como mencionado por CZ, reguladores usarão a FTX como exemplo por um bom tempo para regular corretoras, assim como seguem usando a LUNA após tantos meses para falar sobre stablecoins.

Fonte: Livecoins

Veja mais notícias sobre Bitcoin. Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.