Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.925,60
    -1.560,41 (-1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.457,55
    -227,31 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,41
    +0,19 (+0,23%)
     
  • OURO

    1.817,40
    +2,20 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    16.973,22
    -175,82 (-1,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    401,44
    -4,71 (-1,16%)
     
  • S&P500

    4.076,57
    -3,54 (-0,09%)
     
  • DOW JONES

    34.395,01
    -194,76 (-0,56%)
     
  • FTSE

    7.558,49
    -14,56 (-0,19%)
     
  • HANG SENG

    18.736,44
    +139,21 (+0,75%)
     
  • NIKKEI

    28.226,08
    +257,09 (+0,92%)
     
  • NASDAQ

    12.036,50
    -5,75 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4642
    +0,0677 (+1,25%)
     

CEO da Binance anuncia compra da FTX

Changpeng Zhao, fundador da Binance. Fonte: Twitter/Reprodução.
Changpeng Zhao, fundador da Binance. Fonte: Twitter/Reprodução.

Changpeng Zhao, CEO da Binance, comentou que a FTX procurou a ajuda da Binance nesta terça-feira (8) para superar uma crise de liquidez. Com isso, o CEO da Binance aponta que está comprando a FTX com o objetivo final de honrar os saques da corretora fundada por Sam Bankman-Fried (SBF).

Sua fala acontece após dados on-chain apontarem que a FTX teria pausado os saques de diversas criptomoedas, reforçando os rumores de que a corretora estava insolvente.

Já Sam Bankman-Fried, fundador e CEO da FTX, também apareceu nas redes sociais para comentar sobre o caso, confirmando que pediu ajuda da Binance e que os clientes estão protegidos.

Sam Bankman-Fried, fundador da FTX, fala sobre crise de insolvência

Em uma sequência de seis tuítes, Sam Bankman-Fried (SBF) comentou sobre um acordo realizado entre a FTX e a Binance. Entretanto, o texto parece vago, como se SBF não quisesse admitir a insolvência de sua empresa.

“Chegamos a um acordo sobre uma transação estratégica com a Binance para a FTX (DD pendente etc.).”

Na sequência, aponta que todos saques serão processados normalmente e que a Binance será parte fundamental neste processo.

“Um enorme obrigado a CZ, a Binance e a todos os nossos apoiadores. Este é um desenvolvimento centrado no usuário que beneficia toda a indústria. CZ fez e continuará fazendo um trabalho incrível de construir um ecossistema global de criptomoedas e criar um mundo econômico mais livre”, continuou Sam Bankman-Fried da FTX.

Finalizando, Sam aponta que a FTX.us, corretora com sede nos EUA, não está envolvida neste escândalo, ou seja, não está com problemas de liquidez e segue operando normalmente.

Changpeng Zhao fala que está comprando a FTX

Já Changpeng Zhao, fundador e CEO da Binance, também aproveitou das redes sociais para expor o caso. Segundo CZ, a Binance está comprando a FTX, já tendo assinado uma carta de intenção, restando pouco preparativos para a mesma ser finalizada.

“Esta tarde, a FTX pediu nossa ajuda. Há uma crise de liquidez significativa. Para proteger os usuários, assinamos uma LOI (carta de intenção) não vinculativa, com a intenção de adquirir totalmente a FTX.com e ajudar a cobrir a crise de liquidez. Estaremos realizando a devida diligência completa nos próximos dias.”

Na sequência, o fundador da Binance finaliza comentando que a compra pode demorar, e até mesmo ser cancelada, e que neste meio tempo o token FTT pode enfrentar volatilidade devido a esta incerteza.

“Há muito o que cobrir e levará algum tempo. Esta é uma situação altamente dinâmica, e estamos avaliando a situação em tempo real. A Binance pode desistir do negócio a qualquer momento. Esperamos que o FTT seja altamente volátil nos próximos dias à medida que as coisas se desenvolvem”, finalizou Changpeng Zhao, fundador da Binance.

Famosa por ter adquirido empresas da indústria que haviam falido, agora é a FTX que está do outro lado da mesa. No momento, a FTX é a terceira maior corretora de criptomoedas por volume, ficando atrás apenas da Coinbase e da própria Binance de Zhao, que ajudou a expor a insolvência da FTX ao compará-la com Terra (LUNA).

Fonte: Livecoins

Veja mais notícias sobre Bitcoin. Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.