Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.735,01
    -3.050,99 (-2,75%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.020,05
    -278,15 (-0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,64
    -0,78 (-0,94%)
     
  • OURO

    1.783,30
    -1,60 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    62.795,08
    -3.200,58 (-4,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.490,38
    -44,27 (-2,88%)
     
  • S&P500

    4.549,78
    +13,59 (+0,30%)
     
  • DOW JONES

    35.603,08
    -6,26 (-0,02%)
     
  • FTSE

    7.190,30
    -32,80 (-0,45%)
     
  • HANG SENG

    26.017,53
    -118,49 (-0,45%)
     
  • NIKKEI

    28.708,58
    -546,97 (-1,87%)
     
  • NASDAQ

    15.380,00
    +2,50 (+0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5817
    +0,0621 (+0,95%)
     

CEO da Apple se queixa de vazamentos em carta a funcionários

·1 minuto de leitura
O executivo disse que vazadores não deveriam estar na empresa. Foto: Getty Images.
O executivo disse que vazadores não deveriam estar na empresa. Foto: Getty Images.
  • Tim Cook enviou mensagem em um memorando interno, que acabou sendo vazado

  • Áudios de uma reunião interna foram divulgados na imprensa

  • O executivo disse que vazadores não deveriam estar na empresa

Um memorando assinado por Tim Cook circulou por e-mail entre os funcionários da Apple na última terça-feira (21). No documento, o CEO se queixava de vazamentos de informações confidenciais, chegando a dizer que empregados com atitudes do tipo não deveriam fazer parte da empresa. Ironicamente, a própria carta foi vazada à imprensa.

Um dos principais motivos por trás do comunicado foi a divulgação de gravações de áudio feitas em uma reunião interna, que aconteceu na última sexta-feira (17). Os registros revelaram que funcionários não vacinados contra o covid-19 terão que ser regularmente testados.

Leia também:

O vazamento também mostrou a atitude positiva de Cook no caso da Apple contra a desenvolvedora de games Epic Games. A produtora moveu um processo contra a Apple devido às suas políticas na sua loja virtual. Até o veredito, o jogo Fortnite, de sua autoria, estará barrado na plataforma da Apple.

O executivo também se disse “frustrado” com o vazamento sobre os novos produtos, que seriam apresentados na última convenção da Apple. “A maioria dos detalhes de nossos anúncios também vazou para a imprensa”, disse Cook no comunicado. "Muitos de vocês ficaram incrivelmente frustrados. (...) Quero que saibam que compartilho de sua frustração”, acrescentou o CEO.

No início de setembro, a Apple demitiu a gerente sênior Ashley Gjøvik. Aparentemente, a funcionária vazou informações confidenciais sobre discriminação e assédio na empresa em seu perfil no Twitter.

As informações são do Business Insider.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos