Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.389,81
    +113,41 (+0,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

Centrais sindicais convidam Arthur Lira para ato de 1º de Maio no Pacaembu

·1 min de leitura
*ARQUIVO* BRASILIA, DF,  BRASIL,  19-11-2021, 12h00: O presidente da câmara dos deputados, Arthur Lira (PP-AL), durante entrevista à Folha na residência oficial da câmara. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, BRASIL, 19-11-2021, 12h00: O presidente da câmara dos deputados, Arthur Lira (PP-AL), durante entrevista à Folha na residência oficial da câmara. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As centrais sindicais que organizam ato unificado do 1º de Maio em São Paulo enviaram convite para que Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara e aliado de Jair Bolsonaro (PL), participe do evento.

O ato do Dia do Trabalhador é um dos principais eventos das centrais, e desta vez é comandado por CUT, Força Sindical, UGT e CTB. A CSB, que também está no grupo das maiores centrais, decidiu não participar do ato e realizará seu próprio encontro.

No ato unificado, que será realizado na Praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, as centrais aguardam a presença de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), um dos fundadores da CUT.

Além de Lira, também foram convidados Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente do Senado, e Luiz Fux, presidente do STF, além de representantes de movimentos e organizações como MST, UNE, OAB e CNBB.

Segundo as lideranças das centrais, a ideia de convite a Lira parte do respeito institucional ao cargo que ele ocupa e da ideia de promover um 1º de Maio amplo e democrático. Os convidados ainda não disseram se comparecerão ou não.

Devido ao histórico de falas e posturas antidemocráticas, Bolsonaro foi colocado como exceção e não foi chamado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos