Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.344,66
    +117,73 (+0,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

Centeno vê alta de juros pelo no início de julho

Membro do Conselho do Banco Central Europeu (BCE) Mario Centeno

Por Sergio Goncalves

LISBOA (Reuters) - O membro do Conselho do Banco Central Europeu (BCE) Mario Centeno disse nesta sexta-feira que o BCE deveria iniciar um ciclo de aumento das taxas de juros no início de julho, e pediu que qualquer retirada de estímulo seja feita gradualmente.

Ele disse que a normalização da política monetária é "necessária e desejável", acrescentando que qualquer percepção de que não houve "uma resposta suficientemente vigorosa" poderia exigir um aperto adicional e mais agressivo para controlar a inflação em uma data posterior.

A normalização precisa ser feita gradualmente, acrescentou ele, e as autoridades não devem "reagir exageradamente" ao aumento da inflação em toda a Europa ou correm o risco de penalizar o crescimento econômico.

Ele disse que o BCE deve encerrar seu programa de estímulo de compra de títulos no início do terceiro trimestre deste ano e depois iniciar um ciclo de aumentos das taxas de juros.

"A expectativa é de que isso possa acontecer nas primeiras semanas do terceiro trimestre", disse ele em uma conferência bancária em Lisboa.

Com a inflação disparando a um recorde de 7,5% na zona do euro no mês passado, bem acima da meta de 2% do BCE, as autoridades estão defendendo cada vez mais uma redução rápida do estímulo, e várias pediram um aumento das taxas em julho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos