Mercado abrirá em 8 h 21 min
  • BOVESPA

    110.909,61
    +2.127,46 (+1,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.174,06
    -907,27 (-1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,90
    +0,70 (+0,90%)
     
  • OURO

    1.766,70
    +3,00 (+0,17%)
     
  • BTC-USD

    16.918,34
    +638,64 (+3,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    401,68
    +12,96 (+3,33%)
     
  • S&P500

    3.957,63
    -6,31 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    33.852,53
    +3,07 (+0,01%)
     
  • FTSE

    7.512,00
    +37,98 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    18.262,22
    +57,54 (+0,32%)
     
  • NIKKEI

    27.858,16
    -169,68 (-0,61%)
     
  • NASDAQ

    11.531,00
    +6,25 (+0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4666
    +0,0100 (+0,18%)
     

Ceni projeta final do São Paulo na Copa Sul-Americana e fala sobre seu futuro na equipe

Ceni falou sobre o planejamento do São Paulo para a próxima temporada (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)


Após a vitória do São Paulo por 4 a 0 contra o Avaí neste domingo (25) pelo Campeonato Brasileiro, Rogério Ceni voltou a projetar a final da Copa Sul-Americana, que acontece no próximo sábado (1) contra o Independiente Del Valle, em Córdoba, na Argentina.

Galeria
> ATUAÇÕES: São Paulo brilha, Reinaldo dá duas assistências e leva a melhor nota contra o Avaí

Tabela
> Veja tabela do Campeonato Brasileiro e simule os próximos jogos

Esta é a segunda final da equipe no ano. A primeira foi no Campeonato Paulista, quando enfrentou o Palmeiras, mas não conseguiu sair com o título. Ainda nesta temporada, o Tricolor chegou até a semifinal da Copa do Brasil, onde foi eliminado pelo Flamengo no Maracanã.

Ao falar de 2022, Ceni destacou que não é possível traçar o retrospecto da temporada sem saber se ganhará o título do continental ou não. Para o treinador, é nítida uma melhora no clube, citando também a questão financeira.

O São Paulo registrou um superávit de R$ 79,761 milhões até então nesta temporada. Nos próximos meses, a expectativa é que os gastos em receita sejam superiores ou equilibrados. Muito disso por se tratar de um ano atípico. Por causa da Copa do Mundo - que se inicia em novembro -, o time terá dois meses de inatividade.

- O ano de 2022 é muito difícil avaliar sem o jogo de sábado. A avaliação se completa em um jogo como o de sábado. Tentando se desconectar um pouco disso, eu acho que hoje o São Paulo tem mais estrutura na parte de fisioterapia, conseguiu montar um time bom na parte de fisioterapia para melhorar a recuperação dos jogadores. O clube está tentando melhorar financeiramente, tentando deixar as coisas em dia com os jogadores. É uma longa batalha para sair dessa
situação - disse.

O técnico ainda destacou que não vai entender bem se o São Paulo deixar escapar a chance de erguer a taça do continental. Isso porque enxerga seu elenco como extremamente competitivo, embora entenda a dificuldade do confronto.

- Se o título não vier, vai ser difícil de entender, mas vemos um São Paulo mais competitivo e formatado, que joga no Morumbi com bastante oportunidades de gols. Um time aguerrido, que não desiste dos jogos. O que vai determinar para as pessoas sucesso e fracasso é o jogo de sábado. Infelizmente essa é a realidade. Como equipe, acho que cresceu. Que o clube possa dar continuidade, sanar essas dívidas e criar equipes cada vez mais competitivas. É difícil para o são-paulino ficar tão longe dos títulos. Não podemos nos iludir com essa final. temos que tentar vencer a qualquer custo, vai ser muito importante. Vai ser importante para mim, como técnico, para esses jogadores. Tem muita coisa em jogo. É um jogo de uma década. Cabe a nós transformar isso em um grande presente ao torcedor. Mas vai ser um jogo difícil - completou.

Sobre seu futuro na equipe, Ceni destacou que não quer dizer que vá embora se o Tricolor não for campeão, mas deixou em aberto sobre qual será sua decisão dependendo do resultado.

- Minha permanência não muda minha multa rescisória, não muda nada. Então, eu ficar aqui um ano a mais ou não, é uma formalização no papel. Eu adoro o São Paulo, mesmo não estando aqui tem um carinho especial. É a extensão da minha vida. Temos que trazer gente que vença. Eu também quero esse desafio para mim. Eu também quero essa vitória (Sul-Americana). É necessário que a gente vença esse campeonato. Seria muito importante para uma tentativa de animar o clube e a torcida. É importante vencer. Isso não quer dizer que eu vá embora caso não vença, mas não quero pensar na hipótese de perder. Quero pensar como posso ganhar. Não vou pensar como posso perder - concluiu.