Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.694,52
    -234,57 (-0,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Cenário para aprovação da MP da Eletrobras está mais favorável, dizem governistas

·1 minuto de leitura
Congresso Nacional em Brasília

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) - O cenário para a aprovação da MP da privatização da Eletrobras já se desenha de maneira mais favorável, relataram líderes do governo no Senado e no Congresso, e a medida provisória deve ir a votação ainda nesta quinta-feira.

Segundo os líderes do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), e no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-TO), a sondagem de votos mostra um clima mais seguro para a votação da MP.

"Temos uma boa expectativa! Teremos mais de 41 votos!", disse Bezerra à Reuters, acrescentando que a medida será votada ainda nesta quinta.

Na mesma linha, Gomes afirmou que o cálculo estimado do placar mostra-se "nem apertado, nem folgado; seguro".

Uma terceira fonte do Senado confirmou à Reuters que a conjuntura é considerada adequada e que a MP deve ir a votação ainda nesta quinta-feira.

Para garantir a aprovação da matéria, o relator, senador Marcos Rogério (DEM-RO), acatou emendas dos colegas -- muitas delas restritas a questões regionais e sem relação direta com o escopo principal da MP -- e apresentou diversas versões do parecer.

Ainda assim, o assunto enfrentava resistências e as sondagens de votos de mais cedo, tanto do lado da oposição, quanto do lado de governistas, davam conta de um placar bem apertado.

A estratégia de lançar mão de emendas para prestigiar os colegas na MP foi criticada por alguns senadores, que apontaram o risco de aumento das tarifas de energia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos