Mercado abrirá em 8 h 48 min
  • BOVESPA

    106.858,87
    +1.789,18 (+1,70%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.605,56
    +8,27 (+0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,99
    +0,50 (+0,72%)
     
  • OURO

    1.780,40
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    50.765,13
    +1.795,30 (+3,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.310,92
    +50,77 (+4,03%)
     
  • S&P500

    4.591,67
    +53,24 (+1,17%)
     
  • DOW JONES

    35.227,03
    +646,95 (+1,87%)
     
  • FTSE

    7.232,28
    +109,96 (+1,54%)
     
  • HANG SENG

    23.616,72
    +267,34 (+1,14%)
     
  • NIKKEI

    28.282,01
    +354,64 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    15.848,25
    +5,50 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4281
    +0,0045 (+0,07%)
     

Cemig vende fatia na Renova Energia por R$60 mi

·2 min de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - A elétrica estatal mineira Cemig informou nesta sexta-feira a venda da totalidade de sua participação na Renova Energia, companhia em recuperação judicial, por 60 milhões de reais, conforme fato relevante.

O acordo, celebrado pela subsidiária Cemig Geração e Transmissão com um Fundo de Investimento em Participação administrado pela Angra Partners, também inclui créditos detidos pela empresa de energia contra a Renova.

O contrato também prevê o direito ao recebimento de "earn-out" pela Cemig GT, condicionado a eventos futuros.

Em nota separada, a Renova Energia disse que, com a transação, a Angra Partners passa a deter 30,3% do capital votante da companhia e compartilhará o controle da empresa com os demais acionistas do bloco de controle.

"A Angra Partners já era acionista histórico da Renova, via FIPs, e seu ingresso no controle da companhia reafirma a confiança, a atratividade da companhia e reconhece o sucesso na implementação do processo de recuperação judicial aprovado em dezembro de 2020...", disse a Renova.

A empresa de renováveis disse ainda que a transação fortalece sua capacidade de planejar e executar a captação de recursos para desenvolvimento de projetos futuros nas áreas de energia eólica e solar.

A Renova disse ainda que a transação ocorre no momento em que a empresa se prepara para iniciar as operações do Parque Eólico Alto Sertão III, Fase A, principal projeto da companhia.

O empreendimento inclui 155 torres de geração de energia eólica, distribuídas em 26 projetos, em seis municípios da Bahia (Caetité, Igaporã, Pindaí, Licínio de Almeida, Riacho de Santana e Guanambi).

Quando estiver em pleno funcionamento, o parque eólico terá capacidade de gerar 432,7 MW, energia suficiente para abastecer entre 900 mil e 1 milhão de residências, de acordo com o padrão Aneel.

Alto Sertão III, Fase A, que é um dos 10 maiores parques de energia eólica da América Latina, tem previsão de estar totalmente em operação até maio de 2022, segundo a empresa.

Além disso, a Renova tem em seu pipeline projetos com potencial de geração de 6 GW de energia em toda região Nordeste e já tem licença ambiental para parques eólicos com potencial de geração de 1.500 MW.

O fechamento e conclusão da operação deve acontecer nos próximos meses após o cumprimento de certas condições previstas nos documentos.

(Por Roberto Samora)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos