Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,83 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,39 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,98
    +1,48 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.793,10
    +11,20 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    60.944,21
    -1.900,63 (-3,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,69 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,94 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.324,00
    -154,75 (-1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5808
    -0,0002 (-0,00%)
     

CBF autoriza volta do público em jogos do Brasileirão

·1 minuto de leitura
Torcedores do Flamengo durante partida no Maracanã

RIO DE JANEIRO (Reuters) - As partidas do Campeonato Brasileiro poderão contar pela primeira vez desde o início da pandemia de Covid-19 com presença de público nos estádios a partir do próximo fim de semana, anunciou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta terça-feira.

A palavra final será das secretarias de saúde locais, mas, em algumas cidades, alguns clubes já puderam contar com os fãs em competições como a Copa do Brasil e a Copa Libertadores. O percentual de ocupação seguirá a autorização oficial dos órgãos sanitários locais.

A aprovação para o retorno do público foi por maioria absoluta e teve apoio de 18 dos 20 clubes da Série A. O Athletico foi contra, e o Flamengo não mandou representante para a reunião.

O Flamengo, atual bicampeão nacional, chegou a jogar uma partida da Copa do Brasil com público graças a um liminar, que posteriormente foi derrubada pela Justiça Desportiva.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos