Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.616,21
    +1.268,18 (+3,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Cate Blanchett encara pandemia como chance de refletir sobre o calvário dos refugiados

·1 minuto de leitura

Por Marie-Louise Gumuchian

LONDRES (Reuters) - O Dia Mundial dos Refugiados deste ano é uma chance para refletir sobre a incerteza pela qual passam pessoas forçadas a fugir de suas casas, afirmou a atriz Cate Blanchett, vencedora do Oscar, enquanto o mundo lida com a imprevisibilidade da pandemia de Covid-19.

Embaixadora do ACNUR (Alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados), a atriz australiana afirmou que o evento anual de 20 de junho chega em um momento de "desafio e reflexão".

"Estamos sendo forçados a confrontar o que significa a incerteza e claro que essa é a situação em que a maioria dos refugiados vive todos os anos", disse Blanchett em entrevista à Reuters.

"Tem uma oportunidade… de pensar sobre como lidamos com a incerteza e talvez nos colocar no lugar de mães e pais e médicos e advogados que foram, sem terem culpa, deslocados e têm vivido, frequentemente por até 18 ou 19 anos, na situação com a qual estamos lidando há 18 meses".

O Dia Mundial dos Refugiados honra aqueles que foram forçados a fugir de suas casas por conflitos ou perseguição. O tema deste ano pede mais inclusão a refugiados em sistemas de saúde, educação e esporte.

(Reportagem de Marie-Louise Gumuchian)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos