Mercado abrirá em 3 h 59 min
  • BOVESPA

    108.843,74
    -2.595,62 (-2,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.557,65
    -750,06 (-1,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,33
    +1,04 (+1,48%)
     
  • OURO

    1.763,40
    -0,40 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    43.287,09
    -1.770,77 (-3,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.086,86
    -47,52 (-4,19%)
     
  • S&P500

    4.357,73
    -75,26 (-1,70%)
     
  • DOW JONES

    33.970,47
    -614,41 (-1,78%)
     
  • FTSE

    6.976,56
    +72,65 (+1,05%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    -660,34 (-2,17%)
     
  • NASDAQ

    15.157,50
    +148,00 (+0,99%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2897
    +0,0450 (+0,72%)
     

Castillo assume comando militar e pede união dos peruanos

·1 minuto de leitura
In this handout picture released by the Peruvian Presidency press office, O presidente peruano, Pedro Castillo, é reconhecido como comandante supremo das Forças Armadas e da Polícia Nacional, durante um ato em Lima

O presidente peruano, Pedro Castillo, foi reconhecido nesta quinta-feira como "comandante supremo" das Forças Armadas e da Polícia Nacional, durante um ato em Lima em que pediu "a união de todos os peruanos", em um contexto de polarização do país.

Castillo, que assumiu o poder em 28 de julho, após uma votação apertada, pediu em seu discurso que as diferenças sejam superadas. A cerimônia aconteceu no Palácio de Governo.

“Invoco a união de todos os peruanos, incluindo homens e mulheres das Forças Armadas e da Polícia Nacional, para que avancemos juntos em paz e união, a fim de superar as diferenças estruturais que, como sociedade, temos mantido desde a nossa independência”, declarou. “Reconhecemos o intenso trabalho e homenageamos os uniformizados que deram a vida em plena pandemia", acrescentou, chamando a Covid-19 de “um dos maiores desafios” que enfrentam.

O apelo de Castillo por unidade acontece no momento em que seu chefe de gabinete e sua equipe ministerial são questionados por diversas bancadas parlamentares, pela Defensoria do Povo e por parte da opinião pública, os quais consideram que foram nomeadas pessoas com poucas credenciais profissionais ou com trajetórias polêmicas.

O mandato de Castillo, professor rural e sindicalista, enfrenta um Congresso controlado pela oposição de direita.

et/ljc/lm/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos