Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,74 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    53.760,26
    -1.107,60 (-2,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,81 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,06 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3151
    +0,0769 (+1,23%)
     

Casos de covid aumentam na China e autoridades recomendam estocar comida

·1 min de leitura

Nesta última segunda-feira (1), o Ministério do Comércio da China publicou um anúncio encorajando a população a estocar comida para o caso de uma emergência, em meio a um surto crescente de covid-19 e o inverno começando a assolar o país. Esse posicionamento instaurou pânico e dividiu opiniões dos habitantes. Além disso, a China relatou seu maior número de novos casos de covid-19 em três meses nesta quarta-feira (3), o que aumenta a sensação emergencial.

Frente ao anúncio, parte da população chinesa correu aos supermercados para comprar suprimentos, sob o argumento de que vai ser um inverno muito frio, e querem ter a certeza de que terão o suficiente para comer. Por outro lado, muitos defendem que não há necessidade de comprar mais alimentos do que o normal, e não esperam nenhuma escassez, principalmente na capital.

O Centro Meteorológico Nacional da China prevê queda nas temperaturas no fim de semana em várias regiões do país, mas a mídia estatal tem procurado tranquilizar o público de que há suprimentos abundantes de produtos básicos, chegando a apontar que houve uma "interpretação exagerada" por parte da população.

(Imagem: Fusion Medical Animation/Unsplash)
(Imagem: Fusion Medical Animation/Unsplash)

Em meio ao aumento de casos, houve nove novas infecções em Pequim, o maior aumento em um dia na capital este ano. A população teme as incertezas sobre a ocorrência de surtos de covid-19, por isso se concentram em estocar comida, almejando evitar o impacto da doença.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos