Mercado fechado

Casos de COVID-19 voltam a crescer no Brasil; veja os números

Fidel Forato
·3 minutos de leitura

No combate ao novo coronavírus, a taxa de transmissão (Rt) subiu esta semana no Brasil, voltando para os patamares de descontrole da COVID-19. Isso porque, na última avaliação do Imperial College de Londres, a taxa nacional é de 1, ou seja, cada paciente contaminado transmite o vírus para mais uma pessoa e a epidemia não recua. Além disso, o estudo prevê uma média de 5.440 óbitos, em decorrência da infecção, para a semana.

Na última avaliação, o Brasil chegou a registrar a menor taxa desde o aumento de casos da COVID-19, com um Rt em 0,90, entretanto, a média não foi mantida. Até agosto, por exemplo, o país chegou a permanecer por 16 semanas consecutivas com Rt acima de 1. Para os pesquisadores, índices de 1 para cima indicam descontrole da transmissão do coronavírus, o que faz o contágio ser considerado ativo na região ou país.

Brasil volta a registrar aumento de casos da COVID-19, depois de queda (Imagem: Reprodução/ Laura Dewilde/ Unsplash)
Brasil volta a registrar aumento de casos da COVID-19, depois de queda (Imagem: Reprodução/ Laura Dewilde/ Unsplash)

Mesmo que tenha ocorrido um aumento na taxa de transmissão, o Brasil melhorou sua posição em comparação com os 72 países avaliados, ocupando a 50ª posição no contágio da doença. Igual ao país, o Paraguai também voltou a níveis de descontrole (de 0,97 para 1,11). Na América Latina ainda, Venezuela (1,09), Argentina (1,08) e Panamá (1,06) estão com mais de 1.

COVID-19 no Brasil

Segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgou nesta quinta-feira (24), são 4.657.702 casos diagnosticados para a COVID-19, sendo que a média móvel de novas notificações dos últimos sete dias é de 28.902. No total, são 139.808 óbitos acumulados em decorrência da infecção causada pelo coronavírus, sendo que a média móvel de óbitos dos últimos sete dias é de 696 mortes.

Entre os estados, São Paulo registra os maiores números totais desde a chegada do coronavírus em fevereiro. São 958.240 casos da COVID-19 e 34.677 mortes acumuladas. No ranking, o segundo estado é a Bahia com 301.248 casos e 6.455 óbitos, seguido por Minas Gerais, com 278.901 casos e 6.983 mortes, ampliando estado de calamidade até dezembro.

A seguir, confira a lista do Conass com a situação de todos os estados:

Casos da COVID-19 voltam a subir no Brasil, segundo pesquisa (Imagem: Divulgação/ Conass)
Casos da COVID-19 voltam a subir no Brasil, segundo pesquisa (Imagem: Divulgação/ Conass)

Para acessar as estimativas mundiais das taxas de transmissão da COVID-19, desenvolvidas pela universidade Imperial College, clique aqui. Para conferir, os números detalhados da COVID-19 entre os estados brasileiros, clique aqui.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: