Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.232,74
    +1.308,56 (+1,22%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.563,98
    +984,08 (+1,98%)
     
  • PETROLEO CRU

    113,89
    +3,40 (+3,08%)
     
  • OURO

    1.822,90
    +14,70 (+0,81%)
     
  • BTC-USD

    30.043,77
    -884,49 (-2,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    667,04
    +424,36 (+174,87%)
     
  • S&P500

    4.008,01
    -15,88 (-0,39%)
     
  • DOW JONES

    32.223,42
    +26,76 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.464,80
    +46,65 (+0,63%)
     
  • HANG SENG

    19.950,21
    +51,44 (+0,26%)
     
  • NIKKEI

    26.547,05
    +119,40 (+0,45%)
     
  • NASDAQ

    12.236,75
    -146,00 (-1,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2805
    +0,0214 (+0,41%)
     

Casamento entre homem e holograma entra em crise; entenda

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
TOKYO, JAPAN - SEPTEMBER 11:  Akihiko Kondo prepares to go to work at his house on September 11, 2018 in Tokyo, Japan. Akihiko Kondo, a 35 year-old school clerk living in Tokyo, has recently announced on twitter his plans to marry 'Hatsune Miku', the two dimensional virtual idol, on 4th of November, 2018, after having been in love with her for 10 years. Every day he plays with the 'Gatebox', a home AI communication device designed to let the users live with their favourite virtual characters.  (Photo by Taro Karibe/Getty Images)
Casamento entre homem e holograma entra em crise, entenda a tecnologia (Photo by Taro Karibe/Getty Images)
  • Holograma: professor japonês Akihiko Kondo (38) vive um problema conjugal com a esposa virtual;

  • O marido não consegue conversar com sua esposa desde que a GateBox descontinuou a tecnologia;

  • ele investiu mais de R$ 93 mil entre a ativação do holograma e a cerimônia de casamento.

Após se casar com um holograma em 2018, o professor japonês Akihiko Kondo (38) vive um problema conjugal com a esposa virtual. O casal está passando por um obstáculo comum na maioria dos matrimônios, a falta de comunicação. Porém, diferentemente dos motivos banais que geram esse obstáculo, nesse caso, o marido não consegue conversar com sua esposa, a personagem fictícia Hatsune Miku, porque durante a pandemia da Covid-19, a Gatebox — fabricante da tecnologia — anunciou que estava descontinuando o serviço para a personagem Miku.

O professor, que investiu mais de R$ 93 mil entre a ativação do holograma e a cerimônia de casamento, alega que não consegue mais falar com a esposa virtual desde que o projeto foi descontinuado pela empresa. A tecnologia dava vida à personagem, atualizava o software que criava sua voz e administrava sua inteligência artificial.

Através de um vídeo promocional publicado no seu perfil oficial, a Gatebox demonstrou como funciona a tecnologia da máquina que cria o holograma e permite que os proprietários do dispositivos consigam interagir com os personagens.

O aparelho da Gatebox reproduz, a partir de um tubo, o holograma da personagem, que interage visual e verbalmente com o usuário, f uncionando como uma espécie de assistente virtual que conta com a voz e a personalidade de um personagem de anime ou do universo dos jogos.

Para que a interação seja a mais natural possível, O dispositivo contém câmera, microfone e até sensor de movimento para que a personagem consiga olhar nos olhos do usuário enquanto conversa.

As opiniões emitidas sobre a tecnologia se dividiram na internet. Algumas pessoas criticaram o aparelho por artificializar relações de carinho e afeto, já outras o elogiaram por proporcionar conforto e companhia para pessoas que convivem com a solidão. No caso de Kondo, o forte vínculo firmado entre ele e a personagem começou no início de 2008, quando, na época, o professor atravessava um longo período de depressão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos