Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.131,73 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,63 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -1,53 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -23,70 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    36.810,91
    -1.027,73 (-2,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,26 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +77,00 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,08 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -142,00 (-1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    +0,0791 (+1,25%)
     

Casal e duas filhas morrem após queda de avião em área rural no Paraná

·1 minuto de leitura
Filha do casal, também morta, registrou momento antes do acidente - Foto: Reprodução
Filha do casal, também morta, registrou momento antes do acidente - Foto: Reprodução/TV Globo

Um avião de pequeno porte caiu entre Roncador e Mato Rico, na região Central do Paraná. De acordo com a Defesa Civil, um casal e as duas filhas morreram no acidente que aconteceu na manhã desta terça-feira (29). As informações são da TV Globo.

Segundo o portal, não há informações detalhadas sobre o que teria causado a queda. A suspeita é de que o acidente ocorreu em virtude um temporal que atingiu a região por volta das 7h.

Leia também

Morreram no acidente, de acordo com a emissora, as seguintes vítimas: Valdecy Cruzeiro (65 anos), empresário que estava pilotando o avião, Luciana Brito Cruzeiro, Beatriz Brito Cruzeiro (23 anos) e Júlia Brito Cruzeiro (18 anos).

A aeronave teria decolado, segundo a Policia Militar, na madrugada desta terça tendo o litoral do Paraná como o destino final.

Uma das filhas do casal publicou em uma rede social o momento que a família embarcava no avião. A publicação foi por volta das 6h30 da manhã.

Segundo a TV Globo, o Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), o avião monomotor Cessna 177B, com capacidade para três pessoas, e pertencia à Valdecy Cruzeiro, morto no acidente.