Para Casa Branca há sinais de recuperação da economia

O conselheiro econômico da Casa Branca, Alan Krueger, disse que outros sinais indicam que a recuperação econômica continua em andamento nos Estados Unidos, a despeito da inesperada contração na economia americana no quarto trimestre de 2012. Mais cedo, o Departamento do Comércio informou que o resultado preliminar do PIB no quarto trimestre de 2012 registrou contração de 0,1%, a primeira leitura negativa desde 2009.

Em resposta a esse indicador, Krueger escreveu em um blog que "embora o PIB seja a medida mais ampla da atividade econômica, outros indicadores do desempenho econômico sugerem que a economia continuou a se recuperar no quarto trimestre, a despeito do impacto do furacão Sandy e da incerteza em torno de questões fiscais". Apesar de destacar que indicadores econômicos podem ser voláteis, Krueger alertou que "o relatório de hoje é um lembrete da importância de o Congresso agir para evitar danos que possam ser infringidos internamente à economia".

Olhando à frente, Krueger observou que algumas das questões fiscais que podem ter pesado sobre a economia no quarto trimestre do ano passado foram resolvidas com a aprovação do American Taxpayer Relief Act, no começo de janeiro, que inclui o acordo fechado de última hora entre democratas e republicanos para evitar o chamado abismo fiscal. "Isso forneceu mais certeza sobre a receita com impostos às pequenas empresas e contribuintes americanos", afirmou.

Sobre a queda anualizada de 22,2% nas compras federais de defesa no quarto trimestre de 2012 - a maior queda trimestral em 40 anos -, Krueger afirma que uma provável explicação é a incerteza em relação aos cortes automáticos programados para vigorar em janeiro, postergados para 1º de março. A queda nos gastos do governo em todos os níveis reduziu o PIB em 1,33 ponto porcentual no último trimestre de 2012. As informações são da Market News International.

Carregando...