Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.550,24
    -2.129,64 (-5,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    884,78
    -55,17 (-5,87%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Casa Branca alerta empresas para reforçarem segurança cibernética

·2 minuto de leitura

Por Doina Chiacu

WASHINGTON (Reuters) - A Casa Branca alertou executivos corporativos e líderes empresariais nesta quinta-feira para que reforcem medidas de proteção contra ataques de ransomware depois que invasões transtornaram as operações de uma processadora de carne e de um oleoduto do sudeste norte-americano.

Vê-se um pico considerável na frequência e no tamanho dos ataques de ransomware, disse Anne Neuberger, conselheira de segurança cibernética do Conselho Nacional de Segurança dos Estado Unidos, em uma carta.

"As ameaças são sérias, e estão aumentando. Pedimos a vocês que adotem estas medidas críticas para proteger suas organizações e o público norte-americano", acrescentou ela.

Os ataques cibernéticos recentes forçam empresas a ver tais ataques ransomware como uma ameaça a operações comerciais vitais, e não somente roubo de dados, já que os ataques de passaram do roubo para transtornos nas operações, disse.

Fortalecer a resistência do país aos ataques cibernéticos é uma das maiores prioridades do presidente, Joe Biden, acrescentou Neuberger.

"O setor privado também tem uma responsabilidade crítica na proteção contra tais ameaças. Todas as organizações precisam reconhecer que nenhuma empresa está livre de ser alvo de ransomware, independentemente do tamanho ou da localização", escreveu ela.

A carta veio depois que a processadora de carne brasileira JBS retomou suas operações nos EUA na quarta-feira na esteira de um ataque de ransomware que afetou a produção de carne na América do Norte e na Austrália.

Um grupo de hackers ligado à Rússia que atende pelo nome de REvil e Sodinokibi está por trás do ataque cibernético contra a JBS, disse à Reuters uma fonte a par do assunto.

O ataque veio na esteira de um do mês passado de um grupo ligado à Rússia contra o Colonial Pipeline, o maior oleoduto dos EUA, que prejudicou o fornecimento de combustível durante vários dias no sudeste do país.

Biden acredita que o presidente russo, Vladimir Putin, tem um papel a desempenhar para evitar tais ataques, e planeja abordar o assunto durante a cúpula deste mês entre os dois, disse a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, na quarta-feira.

A carta de Neuberger delineou medidas imediatas que as empresas podem adotar para se protegerem de ataques de ransomware, cujos efeitos podem se estender muito além da empresa e seus clientes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos