Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.427,98
    -339,48 (-0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.170,78
    +40,90 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,04
    -0,04 (-0,05%)
     
  • OURO

    1.776,60
    -6,80 (-0,38%)
     
  • BTC-USD

    32.623,46
    -1.391,86 (-4,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    784,51
    -25,68 (-3,17%)
     
  • S&P500

    4.241,84
    -4,60 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    33.874,24
    -71,34 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.074,06
    -15,95 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    28.984,59
    +167,52 (+0,58%)
     
  • NIKKEI

    28.886,20
    +11,31 (+0,04%)
     
  • NASDAQ

    14.298,75
    +35,75 (+0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9278
    -0,0007 (-0,01%)
     

Casa Branca afirma ter reduzido proposta de infraestrutura para US$1,7 tri

·1 minuto de leitura
A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, fala durante coletiva na Casa Branca

WASHINGTON(Reuters) - A Casa Branca informou nesta sexta-feira que reduziu o custo de seu projeto de infraestrutura de 2,25 trilhões de dólares para 1,7 trilhão de dólares como contraproposta a um pacote apresentado por um grupo de parlamentares republicanos.

A nova ideia será divulgada ainda nesta sexta-feira, disse a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki.

Alguns aspectos retirados do novo texto, como investimentos em pesquisa e desenvolvimento, seriam inclusos em outros projetos de lei.

O presidente dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden, fez dos gastos com infraestrutura uma prioridade nos primeiros dias de sua presidência, mas está buscando um terreno comum com os republicanos acerca de um pacote amplo.

A nova proposta reduziu o financiamento para banda larga e o montante proposto para investimento em estradas, pontes e grandes projetos, disse Psaki.

"Esta proposta mostra uma vontade de diminuir de tamanho, cedendo em algumas áreas que são importantes para o presidente... enquanto também permanece firme em áreas que são mais vitais para reconstruir nossa infraestrutura e indústrias do futuro", disse Psaki a repórteres.

Psaki disse que, em razão de o custo total do pacote ter sido reduzido, a necessidade de "pagamentos" também diminuiria. Biden continua comprometido em não aumentar os impostos de pessoas que ganham menos de 400 mil dólares anuais, disse Psaki.

(Por Jarrett Renshaw e Jeff Mason)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos