Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.631,53
    -439,25 (-1,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Carvão metalúrgico e coque ampliam rali em Dalian; minério de ferro salta 6%

·1 minuto de leitura
Estoque de carvão em usina de carvão coque em Yuncheng, China

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os contratos futuros do carvão metalúrgico e do coque negociados em Dalian atingiram máximas recordes nesta terça-feira, ampliando um forte rali alimentado por preocupações com a oferta das matérias-primas siderúrgicas na China, maior produtora de aço do mundo.

O contrato mais negociado do carvão coque na bolsa de commodities de Dalian fechou em alta de 5,8%, a 2.465 iuanes (380,50 dólares) por tonelada, depois de atingir um recorde histórico de 2.571 iuanes.

Já o coque avançou 6,5%, para 3.150 iuanes por tonelada, após tocar uma máxima de 3.267,50 iuanes.

As perspectivas de um aperto prolongado nas ofertas de carvão coque na China deram suporte aos preços, elevando também o custo do coque, a forma processada do carvão metalúrgico.

"Algumas empresas de coque já enfrentaram perdas e restringiram a produção de forma ativa", disseram analistas da Sinosteel Futures em nota.

Os futuros do minério de ferro se recuperaram, com os preços da commodity negociada em Dalian estendendo ganhos registrados no "overnight", à medida que um alívio em temores relacionados ao surto de Covid-19 na China ajudou a acalmar os nervos no mercado após vários dias de liquidação por preocupações com a demanda.

O contrato mais negociado do minério de ferro em Dalian, para entrega em janeiro de 2022, saltou 6,2%, a 817,50 iuanes por tonelada, recuperando-se de uma mínima de sete meses e meio registrada na sexta-feira.

Na bolsa de Cingapura, o contrato mais ativo do minério de ferro avançava 8,2%, a 146,90 dólares/tonelada.

(Reportagem de Enrico Dela Cruz, em Manila)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos