Mercado fechará em 2 h 8 min
  • BOVESPA

    111.289,21
    +616,45 (+0,56%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.415,85
    +13,15 (+0,03%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,63
    +0,67 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.786,40
    +15,90 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    66.472,35
    +3.512,53 (+5,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.547,14
    +66,33 (+4,48%)
     
  • S&P500

    4.537,99
    +18,36 (+0,41%)
     
  • DOW JONES

    35.651,33
    +194,02 (+0,55%)
     
  • FTSE

    7.223,10
    +5,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.391,75
    -6,75 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4627
    -0,0335 (-0,52%)
     

Cartum faz acordo com manifestantes para retomar exportações de petróleo do Sudão do Sul

·1 minuto de leitura
Manifestantes bloqueiam o acesso ao Porto Sudão, no leste do Sudão, em 20 de setembro de 2021 (AFP/Ibrahim ISHAQ)

O Sudão do Sul poderá retomar as exportações de petróleo por um porto sudanês, informou na noite deste domingo (26) o conselho governista de Cartum, após fechar um acordo com os manifestantes que mantinham um bloqueio no leste do Sudão.

O Sudão obtém receita para sua economia empobrecida com as exportações de petróleo do vizinho Sudão do Sul, e alcançou um acordo com os manifestantes depois que altos funcionários do governo de Cartum foram ao porto do Sudão, base comercial no Mar Vermelho.

"A reunião conjunta entre a delegação do governo, chefiada pelo general Kabashi, membro do Conselho Soberano, e uma delegação do Conselho Beja, alcançaram um acordo para permitir a passagem das exportações petroleiras sudanesas", disse o governante Conselho Soberano de Cartum em um comunicado.

Os dirigentes da tribo Beja concordaram inicialmente em suspender o protesto e pediram uma semana mais para discutir as iniciativas, diz o comunicado.

O protesto começou em 20 de setembro, quando dezenas de manifestantes da tribo Beja, contrários a partes de um acordo de paz com grupos rebeldes, bloquearam os terminais de exportação petroleira do Porto Sudão.

O vizinho Sudão do Sul produz cerca de 162.000 barris diários de petróleo, que são transportados por oleoduto ao Porto Sudão para sua exportação.

O governo de Cartum recebe cerca de 25 dólares por barril de petróleo cru vendido pelo país do sul, segundo cifras oficiais.

O Sudão é governado atualmente por um Conselho Soberano cívico-militar, formado meses após a queda do ex-governante Omar al-Bashir, em abril de 2019.

ab/sbh/hha/hj/oaa/mas/gm/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos