Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.939,66
    -121,46 (-0,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Cartucho raríssimo de The Legend of Zelda é arrematado por R$ 4,5 milhões

·2 minuto de leitura

Em um leilão histórico, um cartucho de The Legend of Zelda, originalmente lançado em 1986 para o NES (também conhecido carinhosamente como Nintendinho no Brasil) se tornou o game mais caro já vendido. O item raro foi arrematado por nada menos que US$ 870 mil (ou R$ 4,5 milhões em conversão direta).

O resultado do leilão deixou comendo poeira o recordista anterior, que também era um título do NES. Em abril deste ano, Super Mario Bros. havia sido vendido por US$ 660 mil, que já era quatro vezes mais caro do que qualquer outro cartucho na história.

O valor, apesar de altíssimo, tem justificativa: o item é raríssimo, pertencente a um lote muito curto da produção, e está em condições incomparáveis de conservação, o que não é fácil de se conseguir quando o game foi lançado há mais de 30 anos. A unidade em questão é de 1987, ano de lançamento do jogo na América do Norte.

Jogo está em estado impecável de conservação (Imagem: Divulgação/Heritage Auctions)
Jogo está em estado impecável de conservação (Imagem: Divulgação/Heritage Auctions)

Veja o que a Heritage Auctions, casa responsável pelo leilão, tinha a dizer sobre o item:

"Esta é a única cópia de um dos primeiros ciclos de produção que nós já tivemos a oportunidade de oferecer e, provavelmente, que teremos para oferecer por muitos anos. Considerando que esta variante só foi produzida por alguns meses no fim de 1987 antes de ser substituída pela variante “REV-A” no início de 1988, essa afirmação não deve ser surpresa para colecionadores. Apenas uma outra variante precede a variante oferecida “NES R”, e ela é a variante “NES TM”, que é o verdadeiro primeiro ciclo de produção. No entanto, acredita-se que apenas uma cópia selada “NES TM” exista, e não se sabe esta cópia algum dia chegará ao mercado. Essencialmente, esta cópia é a primeira cópia selada que alguém pode obter realisticamente."

Os termos podem ser um pouco confusos, mas, resumidamente, os primeiros lotes do jogo, caracterizados como "NES TM" deram lugar ao lote "NES R", que tiveram vida curtíssima antes de a Nintendo adotar a variante "REV-A". O cartucho pertence ao "NES R", que é o lote mais antigo a que se pode ter algum tipo de acesso.

Além de sua caixa nunca ter sido aberta, o jogo recebeu uma nota 9.0 da Wata Games, empresa especializada em itens de colecionadores no mercado de jogos eletrônicos.

Também conta a favor do cartucho o fato de que ele é referente a The Legend of Zelda, uma das franquias mais amadas da história dos videogames. Mesmo após 30 anos, a série continua arrebanhando fãs e, não à toa, foi destaque durante a mais recente Nintendo Direct, realizada durante a E3 2021, quando foi apresentado um trailer da sequência de Breath of The Wild, ainda sem título.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos