Mercado fechado

Carteira recomendada: Guide retira indicação de Magazine Luiza

Jader Lazarini
Carteira recomendada: Guide retira indicação de Magazine Luiza

A Guide Investimentos divulgou, na última segunda-feira (20), a composição da sua carteira recomendada semanal.

Na carteira recomendada da corretora de valores, saíram Magazine Luiza (MGLU3), BR Distribuidora (BRDT3) e brMalls (BRML3), dando lugar para Centauro (CNTO3), Rumo (RAIL3) e Vale (VALE3).

“A estratégia para a Centauro tem como base sua boa performance desde sua oferta pública de ações (IPO), além das recentes quedas que abrem oportunidades de entrada no ativo”, informou a equipe de análise da corretora. “O call para Rumo é bastante similar ao de Centauro, que teve baixas recentes no papel”.

No que diz respeito à Vale, a Guide considerou a recuperação da mineradora desde o rompimento da barragem em Brumadinho. A tendência de aumento do preço do minério de ferro, junto à divulgação de dados operacionais do quarto trimestre do ano passado e o alto potencial de pagamento de dividendos também reforçaram a decisão de escolher o papel.

Veja também: Exclusivo: BTG estuda comprar Guide e Rio Bravo da Fosun

Na última semana, a carteira valorizou 0,94% frente ao desempenho positivo de 0,98% do Ibovespa. B3 (B3SA3) e Cyrela (CYRE3) foram os principais destaques positivos. Já brMalls e BR Distribuidora encerraram a semana em baixa.

Terra divulga sua carteira recomendada

A Terra Investimentos divulgou, na última sexta-feira (17), a composição de sua carteira recomendada da semana. Na quarta-feira (15), a corretora substituiu as ações da CSN (CSNA3) pelas da BRF (BRFS3).

De acordo com a Terra, a BRF possui um processo intenso de internacionalização, diluindo seus riscos de atuação concentrada, o que justifica sua entrada na carteira recomendada semanal.

Confira: BlackRock eleva participação acionária na Hypera

Além disso, a companhia procura descontinuar linhas de produtos não rentáveis, substituindo-as por investimentos em linhas com maior valor agregado. Outro argumento dado pela Terra é de que as exportações e a redução de custo da ração fazem com que o bom momento vivido pela empresa frigorífica seja impulsionado.

Na última semana, a carteira recomendada da Terra obteve um desempenho negativo de 0,61%.