Mercado fechará em 1 h 46 min
  • BOVESPA

    112.900,41
    +1.974,80 (+1,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.404,79
    -52,76 (-0,10%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,51
    +0,29 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.809,20
    -6,00 (-0,33%)
     
  • BTC-USD

    16.955,12
    -14,44 (-0,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    402,27
    +0,84 (+0,21%)
     
  • S&P500

    4.064,52
    -12,05 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    34.352,53
    -42,48 (-0,12%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.949,00
    -113,75 (-0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4782
    +0,0128 (+0,23%)
     

Carta enviada à Câmara pede mais agilidade na aprovação da lei das criptomoedas

Nesta quarta-feira (9), diversas entidades e empresas enviaram uma carta pedindo apoio para a celeridade na votação e aprovação do Projeto de Lei nº 4.401/2021, conhecido como Marco das Criptos, para o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira. O PL está parado para votação em plenário desde junho.

Dentre as entidades, estão Associação Brasileira de Internet (Abranet), Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto), Associação Brasileira de Fintechs (ABFintech), Brasscom e Zetta, além da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

PL prevê prevenção à lavagem de dinheiro e combate às fraudes

As associações destacam que a aprovação do PL “nos termos do parecer do relator, dep. Expedito Netto (PSD/RO), ainda que possa ser aperfeiçoada na votação final em Plenário pelos Deputados, traz equilíbrio entre os textos discutidos pela Câmara dos Deputados e o Senado Federal, visando o desenvolvimento do mercado no país e conferindo maior segurança e confiabilidade aos consumidores brasileiros”.

Segundo a carta, o Marco Regulatório é discutido desde 2015 pelo Congresso e seu texto vem acompanhando o amadurecimento do mercado de criptomoedas. Eles ainda ressaltam que a aprovação do projeto é um importante passo para a segurança jurídica e auxiliar no desenvolvimento do setor no país, visto que o atual relatório traz importantes avanços, tais como princípios de prevenção à lavagem de dinheiro e o combate às fraudes financeiras.

As associações responsáveis pela carta contam com mais de 900 empresas associadas, segundo um documento divulgado. Dentre elas, nomes importantes do setor financeiro e tecnológico se destacam, como: Mercado Pago, PayPal, Mercado Bitcoin, Foxbit, IBM, Microsoft, Nubank e Picpay.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: