Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.519,56
    +270,52 (+0,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.466,25
    -612,45 (-1,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,59
    +0,13 (+0,18%)
     
  • OURO

    1.809,40
    +7,90 (+0,44%)
     
  • BTC-USD

    17.162,17
    -85,15 (-0,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    402,11
    -4,14 (-1,02%)
     
  • S&P500

    3.934,38
    -29,13 (-0,73%)
     
  • DOW JONES

    33.476,46
    -305,02 (-0,90%)
     
  • FTSE

    7.476,63
    +4,46 (+0,06%)
     
  • HANG SENG

    19.900,87
    +450,64 (+2,32%)
     
  • NIKKEI

    27.901,01
    +326,58 (+1,18%)
     
  • NASDAQ

    11.553,00
    -92,50 (-0,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5268
    +0,0262 (+0,48%)
     

Carros da Tesla seriam vulneráveis a ataques de hackers

Pesquisador apontou possível falha de segurança no Tesla
Pesquisador apontou possível falha de segurança no Tesla (Getty Image)
  • Qasim Khan foi o responsável por descobrir uma vulnerabilidade no veículo da Tesla

  • O pesquisador disse que a fragilidade vem da tecnologia bluetooth

  • A empresa teria sido alertada, mas não tomou providências

Desde o lançamento dos carros elétricos, já foi comprovado que alguns sistemas são vulneráveis a ataques de hackers. Eles utilizam a fragilidade da tecnologia bluetooth para realizar ações criminosas.

Uma empresa de segurança cibernética mostrou nesta terça-feira (18) que uma dessas falhas de segurança. Em um vídeo divulgado pela Reuters, o pesquisador do NCC Group Sultan, Qasim Khan, conseguiu abrir e dirigir um automóvel da Tesla usando um dispositivo de retransmissão conectado a um notebook que preencheu uma grande lacuna entre o veículo e o telefone do dono.

"Isso prova que qualquer produto que dependa de uma conexão BLE confiável é vulnerável a ataques mesmo do outro lado do mundo”, afirmou a empresa em comunicado, falando sobre o protocolo do Bluetooth de Baixa Energia (BLE), uma tecnologia usada em milhões de carros e fechaduras inteligentes que abrem automaticamente quando próximo a um dispositivo autorizado.

A demonstração foi realizada em um Tesla Model Y 2021, mas o NCC Group ressaltou que qualquer fechadura que utiliza a tecnologia BLE, incluindo fechaduras inteligentes residenciais, poderia ser acessadas dessa forma.

"Na verdade, os sistemas nos quais as pessoas confiam para proteger seus carros, casas e dados privados estão usando mecanismos de autenticação de proximidade Bluetooth que podem ser facilmente quebrados com hardware barato”, afirmou a companhia.

Procurada pela agência de notícias, a Tesla ainda não se pronunciou sobre o assunto. De acordo com o Bloomberg, Khan disse que divulgou o potencial de ataque à empresa, mas que ela não considerou o problema um risco significativo. Para corrigir essa possível falha, o especialista em tecnologia diz que seria necessário alterar o hardware e mudar o sistema de entrada sem chave.