Mercado abrirá em 9 h 56 min
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,12
    -1,54 (-1,86%)
     
  • OURO

    1.800,30
    +1,50 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    58.856,45
    -1.698,59 (-2,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.410,22
    -64,11 (-4,35%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.253,27
    -24,35 (-0,33%)
     
  • HANG SENG

    25.627,96
    -0,78 (-0,00%)
     
  • NIKKEI

    28.839,82
    -258,42 (-0,89%)
     
  • NASDAQ

    15.620,75
    +33,50 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4203
    -0,0044 (-0,07%)
     

Carro elétrico da GM corre risco de pegar fogo mesmo parado

·2 minuto de leitura
Na quinta-feira (16), a empresa estendeu o fechamento de uma fábrica de montagem que produz o Chevrolet Bolt até meados de outubro, após emitir outro aviso de segurança relacionado ao veículo. (REUTERS/Chris Helgren)
  • GM está com problemas na bateria do Chevrolet Bolt, que teve modelos pegando fogo

  • Companhia quer ser a número 1 do mercado de veículos elétricos até 2035

  • Custo do recall será de R$ 9,5 bilhões e deve alcançar 141 mil veículos

A General Motors está apostando tudo em veículos elétricos, mas os últimos dias deixaram dúvidas sobre o futuro da companhia neste filão. Na quinta-feira (16), a empresa estendeu o fechamento de uma fábrica de montagem que produz o Chevrolet Bolt até meados de outubro, após emitir outro aviso de segurança relacionado ao veículo.

A GM avisou os proprietários do Bolt que eles deveriam estacionar pelo menos 15 metros de outros carros dentro de garagens, pois o modelo elétrico poderia pegar fogo.

“Além disso, ainda solicitamos que você não deixe seu veículo carregando sem supervisão, mesmo se estiver usando uma estação de recarga em um estacionamento”, disse um porta-voz da empresa em comunicado.

O modelo Bolt está sofrendo nos últimos anos. Desde novembro, a GM fez recall nos modelos de 2017 a 2021 - cerca de 141.000 veículos - por causa de defeitos na bateria. Cerca de uma dúzia pegou fogo, de acordo com a Reuters. A companhia disse que não vai vender ou produzir os veículos até que os problemas de segurança sejam resolvidos.

A GM está trabalhando em uma solução para o fornecedor de baterias, a LG. A montadora colocou um preço de R$ 9,5 bilhões no recall. A paralisação de quinta-feira é outro golpe para a GM, que está despejando bilhões de dólares em tecnologia elétrica. A meta da empresa é vender 1 milhão destes modelos por ano até 2025 – e até 2035, ter apenas esses veículos no showroom. Conseguir os números será um desafio: Dos 2 milhões de veículos que a Chevrolet vendeu em 2018, 36.325 eram elétricos; no mesmo período, a Tesla vendeu 197.000 carros.

MrKistel, usuário do YouTube postou um vídeo do seu veículo pegando fogo em 2020. O carro estava estacionado na porta da sua casa, quando começou a queimar e ficou completamente destruído. A GM ainda não tem uma reposta para qual o motivo exato da bateria causar o incêndio, mesmo com o carro desligado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos