Mercado abrirá em 7 h 13 min
  • BOVESPA

    114.428,18
    -219,81 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.686,03
    -112,35 (-0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,51
    +0,07 (+0,08%)
     
  • OURO

    1.776,20
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    62.554,24
    +433,28 (+0,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.462,26
    +10,63 (+0,73%)
     
  • S&P500

    4.486,46
    +15,09 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.258,61
    -36,15 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.203,83
    -30,20 (-0,42%)
     
  • HANG SENG

    25.708,52
    +298,77 (+1,18%)
     
  • NIKKEI

    29.229,15
    +203,69 (+0,70%)
     
  • NASDAQ

    15.289,50
    -1,00 (-0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4139
    +0,0224 (+0,35%)
     

Carro elétrico concorrente do Chery QQ ganha versão ainda mais barata

·2 minuto de leitura

O GM-Wullin MINIEV é o carro elétrico mais vendido da China, com boa vantagem sobre o segundo colocado, o Tesla Model 3. E para aumentar ainda mais seu domínio, a joint-veture General Motors e Wullin decidiu lançar uma versão ainda mais barata do subcompacto zero emissão, que sairia por nada mais, nada menos que R$ 30.500, uma verdadeira bagatela pelo que esse carrinho consegue fazer.

Essa nova versão foi batizada de "Macaron", o famoso doce italiano. E se você reparar bem nas cores e no design do MINIEV, vai mesmo se lembrar dessa iguaria. Esta nova edição chega para tornar o carro ainda mais acessível, porém com atrativos diferenciados se compararmos com o modelo convencional. Além da pintura, o veículo ganhou novo acabamento interno e ajustes que o tornaram mais refinado.

De série, ele conta com luzes diurnas de LED, câmera de ré, rádio com Bluetooth, airbags frontais, sistema de navegação e comando de voz. O espaço, porém, é bem restrito, fazendo com que ele seja menor até do que seu principal concorrente, o novo Chery QQ, que agora também é um subcompacto elétrico. O modelo da GM-Wullin ostenta 1,49m de largura, 1,62m de altura e distância entre-eixos de 1,94m.

Já o motor segue o mesmo de 27cv e 8,6 kgf/m de torque, e com duas variações de autonomia: 120 quilômetros e 6,5 horas para recarga total rápida (versão de R$ 30,5 mil) e 170 quilômetros no mesmo sistema de abastecimento, mas com 9 horas para recarga (versão de R$ 35,4 mil), revelando sempre o melhor modo de uso do carro, que é no ciclo urbano simples, padrão para essa nova leva de carros subcompactos elétricos.

E aí, canaltechers? Topariam pagar pouco mais de R$ 30 mil por um carrinho elétrico como este? Digam nos comentários!

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos