Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.797,30
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    16.985,52
    -51,11 (-0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Carro desgovernado da Tesla mata duas pessoas na China

Um acidente de trânsito que terminou com a morte de duas pessoas em Guangdong, na China, colocou novamente um carro da Tesla no centro de uma grande polêmica. Câmeras de monitoramento flagraram um Model Y branco em alta velocidade pelas ruas até atingir duas motos e duas bicicletas, causando a morte de duas pessoas.

Além das duas vítimas fatais, informações da mídia local afirmam que outras três pessoas ficaram feridas no acidente: o motorista do Model Y e outros dois ocupantes das motos atingidas pelo carro da Tesla.

A empresa de Elon Musk, que já é investigada pela NTHSA (Administração Nacional de Segurança no Tráfego Rodoviário dos Estados Unidos) por conta de uma série de acidentes envolvendo carros equipados com o pacote Full Self-Driving, agora corre o risco de enfrentar acusações também no país asiático.

Tesla diz que não há indícios de que falha mecânica do Model Y tenha causado acidente fatal (Imagem: Craventure Media/Unsplash/CC)
Tesla diz que não há indícios de que falha mecânica do Model Y tenha causado acidente fatal (Imagem: Craventure Media/Unsplash/CC)

O que aconteceu?

O vídeo que circula nas redes sociais não deixa claro exatamente o que causou o acidente, mas indica que algum tipo de falha mecânica pode ter acontecido para que o motorista do Tesla Model Y perdesse por completo o controle do carro.

Um usuário do YouTube postou as imagens captadas pelas câmeras e, nos 43 segundos do vídeo, é possível observar que o Model Y parece pronto para estacionar (com o Auto Pilot ligado, talvez) e, em vez disso, sai em alta velocidade pelas ruas.

As câmeras seguintes mostram o carro desviando perigosamente de um motociclista e derrapando, mas recuperando o controle. A disparada continua até que, finalmente, sem esboçar qualquer menção a reduzir a velociade, ele atinge e mata duas pessoas, uma delas um ciclista.

Tesla nega falha

Em comunicado oficial enviado para a reportagem da Agência Reuters, a Tesla negou a versão apresentada pelo motorista do carro, identificado apenas como Zhan, de 55 anos, de que os freios tenham falhado. Segundo a empresa de Elon Musk, os dados retirados do computador de bordo do veículo refutam essa teoria.

De acordo com a Tesla, “não há qualquer indício de que o pedal de freio tenha sido acionado durante o incidente, e as imagens não mostram as luzes se acendendo”. A montadora alega ainda que, por outro lado, “o pedal do acelerador foi pressionado com uma força significativa”.

Empresa diz que vai ajudar autoridades

A polícia de Guandgong informou que trabalhará ao lado de uma agência terceirizada para apurar as causas do acidente e descobrir, enfim, o que fez com que o carro da Tesla acelerasse de forma desenfreada e causasse a morte de duas pessoas. O jornal local Jimu News informou que as autoridades descartaram que o motorista estivesse sob efeito de álcool ou drogas.

A empresa de Elon Musk, por sua vez, se prontificou a ajudar nas investigações e pediu para que as pessoas não se deixem influenciar por “rumores”. A Tesla já enfrentou outras acusações contra falhas nos freios de seus carros, inclusive na própria China, e rebateu alegando que jamais algo foi detectado e que não há “aceleração involuntária” nos carros da marca.

Vale ressaltar que a China é o segundo país do mundo em que a Tesla mais vende carros, atrás apenas dos Estados Unidos. O carro elétrico mais emplacado no mundo em 2022 até o momento, inclusive, é o próprio Model Y, com pouco mais de 400 mil unidades vendidas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: