Mercado abrirá em 1 h 18 min
  • BOVESPA

    110.672,76
    -3.755,42 (-3,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.402,73
    -283,30 (-0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,09
    -0,87 (-1,05%)
     
  • OURO

    1.779,60
    +9,10 (+0,51%)
     
  • BTC-USD

    63.927,66
    +1.786,61 (+2,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.482,17
    +18,81 (+1,29%)
     
  • S&P500

    4.519,63
    +33,17 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    35.457,31
    +198,70 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.221,06
    +3,53 (+0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.402,75
    +4,25 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5044
    +0,0082 (+0,13%)
     

Carro com câmbio automático ou manual: como escolher?

·4 minuto de leitura

Uma das muitas dúvidas que surgem na cabeça de quem está à procura de um carro novo é sobre qual tipo de câmbio escolher: manual ou automático? Antigamente, os carros automáticos eram mais raros e sofriam até um certo tipo de preconceito por conta de alguns mitos (e outras verdades) relacionadas a eles. Hoje, no entanto, a situação mudou.

A evolução da tecnologia aplicada a esse tipo de câmbio fez com que alguns pontos que antes eram indiscutíveis, como consumo de combustível, por exemplo (bem maior em um carro automático antigo do que em um manual), caíssem por terra. Por isso, vamos elencar a seguir 5 diferenças entre o câmbio automático e o câmbio manual para, quem sabe, te ajudar a escolher qual tipo de carro melhor se encaixa às suas necessidades.

5. Preço

Imagem: Revista Del Motor/Unsplash
Imagem: Revista Del Motor/Unsplash

Um dos pontos que pesam na hora de escolher entre um carro com câmbio automático ou manual é o preço. Apesar de a diferença entre as versões já ter sido bem maior, ela ainda existe e precisa ser considerada.

Vamos pegar como exemplo um dos carros mais populares do Brasil: o Volkswagen Gol. Atualmente, a versão 1.6, ano/modelo 2021/2022, é vendida pela fabricante por R$ 72.090 com câmbio manual. A dotada de câmbio automático, por sua vez, é negociada por a partir de R$ 79.890 — ou seja, R$ 7.800 mais cara.

4. Manutenção

Imagem: Antônio Hernandez/Flickr
Imagem: Antônio Hernandez/Flickr

A manutenção de cada tipo de câmbio também faz parte da lista de itens que precisam ser analisados cautelosamente antes de se tomar uma decisão sobre qual câmbio é o melhor. No caso do manual, a vida útil dos componentes é menor, o que pode acabar causando uma periodicidade maior nos consertos e, portanto, mais dinheiro gasto.

Os câmbios automáticos, por sua vez, não apresentam tantos defeitos, mas, quando isso acontece, a “mordida” no bolso do dono do carro também é grande, visto que as peças são substancialmente mais caras do que a do modelo manual.

3. Consumo

Imagem: Elaine Essling/Flickr
Imagem: Elaine Essling/Flickr

Outro ponto a ser considerado ao optar por um carro com câmbio automático ou manual é o consumo de combustível. Nesse quesito, há uma outra questão a ser levantada antes de cravar qual a escolha certa: se o carro terá câmbio automático tradicional ou o chamado CVT (Transmissão Continuamente Variável).

No caso dos câmbios automáticos normais, presentes na maioria dos modelos, o gasto com combustível, embora menor do que há alguns anos, ainda é maior do que nas versões manuais. Já a utilização da chamada transmissão continuamente variável equiparou esses custos, pois dispensa a necessidade de estar em altas rotações para que a troca automática aconteça.

2. Conforto

Imagem: Stefan Katrandjiski/Unsplash
Imagem: Stefan Katrandjiski/Unsplash

Esse ponto em especial pode pesar decisivamente na hora de escolher um carro com câmbio automático ou manual. Se você vive nas grandes cidades e precisa encarar o trânsito, cada vez mais pesado, certamente será mais feliz se optar por um carro com câmbio automático.

Afinal, basta engatar o “D” (Drive) e sair acelerando (e freando, claro), no constante “anda/para” que os motoristas precisam encarar nos grandes centros. É um conforto pelo qual vale a pena pagar mais.

1. Você no controle

Imagem: Homem dirigindo/Unsplash
Imagem: Homem dirigindo/Unsplash

Vamos fechar nossa lista sobre motivos para escolher um carro com câmbio manual ou automático com mais um fato que, hoje, pode ser classificado como “mito”: o de que o condutor tem mais “controle” sobre a potência do carro quando ele possui câmbio manual.

É verdade que, nesses casos, os motoristas realmente conseguem “esticar” um pouco mais cada uma das marchas e, assim, ter a sensação de que aproveitam ao máximo cada uma das velocidades da transmissão. Hoje, no entanto, a tecnologia diminuiu um pouco esse gap e alguns carros automáticos, inclusive, oferecem um câmbio em que o condutor pode, em certas ocasiões, fazer a troca de velocidade de acordo com seu gosto.

Agora que você viu 5 diferenças entre um carro com câmbio manual e um com câmbio automático, a decisão é sua, canaltecher. Escolha o que melhor se encaixa com o seu perfil e boas compras. Ah, mas antes de encerrar, é importante pontuar que algumas montadoras já estão planejando o futuro sem carros com câmbio manual, viu?

Esse é o caso da Volkswagen, que citamos lá no início da matéria ao compararmos os preços de dois modelos do Gol. A fabricante alemã vai abolir versões com câmbio manual nas próximas gerações do Tiguan e do Passat, que serão lançadas em 2023, e pretende zerar a produção dos carros com essa transmissão definitivamente em 2030.

Com informações BV, Embracon, MHM, Motor 1

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos