Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.872,51
    -240,94 (-0,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Carro autônomo da Toyota se envolve em acidente nos Jogos Paralímpicos de Tóquio

·1 minuto de leitura

O e-Palette, carro autônomo da Toyota que está à disposição de competidores e delegações durante os Jogos Olímpicos de Tóquio, teve sua operação paralisada após um acidente envolvendo um atleta com deficiência visual presente no local para a disputa dos Jogos Paralímpicos. Segundo a montadora, a pessoa não ficou ferida, já que a colisão foi a 2 km/h, mas foi o suficiente para ligar o sinal de alerta sobre o funcionamento dos veículos.

Anunciado há alguns anos como parte de uma parceria entre a Toyota e o Comitê Olímpico Internacional, o e-Palette é uma espécie de van que, com seu motor elétrico, pode levar os atletas entre as ruas da Vila a uma velocidade de, no máximo, 20 km/h. Segundo a montadora japonesa, o acidente ocorreu em uma curva, logo após um emaranhado de pessoas atravessar um cruzamento. Ainda de acordo com a empresa, havia um operador humano para emergências.

O nível de condução autônoma do e-Pallette é de categoria 4, ou seja, faz todos os comandos do veículo sem ajuda de um humano, mas necessita de supervisão. Além disso, o produto ainda está em testes para poder ser levado, de fato, ao mercado, o que sugere que falhas como essas poderiam mesmo acontecer. A Vila Olímpica, porém, não havia registrado outros acidentes até o momento.

Segundo o Comitê Paralímpico, o atleta, que não teve sua nacionalidade divulgada, está bem e voltou para sua residência normalmente, além de estar apto a competir. Não há previsão para que o e-Palette volte a operar durante a Paralimpíada, que acontece até o próximo dia 5 de setembro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos