Carreiras mais procuradas: Engenharia é a profissão do momento e oferece salário inicial alto

Piso do engenheiro em São Paulo é de 8,5 salários mínimos. Copa, Olimpíadas e cenário de crescimento do país demandam mais profissionais da área

Já estão abertas as matrículas para os cursinhos pré-vestibulares em todo o país. Uma vaga na universidade será a meta de muitos jovens neste ano, mas, definitivamente, essa não é uma tarefa fácil. Em 2012, a Fuvest, o maior vestibular do Brasil, contou com quase 160 mil inscritos , o segundo maior número da história do processo seletivo.

Leia também:
As 10 profissões que receberam os maiores aumentos salariais em 2012
O que fazer após o Ensino Médio: trabalhar, estudar ou os dois?
Oito fontes de inspiração para negócios em tecnologia

O número de vagas é reduzido: pouco mais de 11 mil; uma concorrência média de 14 candidatos por vaga. A disputa fica ainda mais acirrada quando olhamos para as carreiras mais desejadas. A especialidade Engenharia Civil, por exemplo, foi o segundo curso mais concorrido da Fuvest (53 candidatos por vaga) e o quarto mais procurado no Sisu (Sistema de Seleção Unificado).

"Anualmente, são formados mais de 30 mil engenheiros e assim mesmo está faltando mão de obra nessa área. O crescimento econômico do país e as obras que estão surgindo para a Copa, as Olimpíadas, o PAC [Programa de Aceleração do Crescimento], as usinas de energia e o saneamento ambiental estão demandando mais profissionais", explica Gilmar Delgado, orientador de pré-vestibulandos no Colégio Objetivo Sorocaba .

O momento nunca foi tão bom para essa carreira no Brasil. Se você já pensou em fazer Engenharia, confira algumas dicas sobre como se dar bem nessa profissão:

Qual o perfil básico de quem pretende ser engenheiro?

"O engenheiro deve ter algumas habilidades como raciocínio lógico e abstrato, facilidade de trabalhar com cálculos, analisar e resolver problemas e trabalhar em equipe", resume Gilmar.

Que área escolher?

Existem mais de 30 cursos de Engenharia diferentes oferecidos pelas universidades. Além de Civil , outras modalidades que também vêm sendo bastante procuradas são Produção , Mecânica , Elétrica e Química .

Um ponto importante a se considerar na escolha é que algumas áreas estão com o mercado bastante aquecido atualmente, como Minas , Petróleo e Naval , destaca Gilmar.

Mas o melhor caminho antes de optar é se informar bem sobre cada uma dessas áreas para descobrir a que mais tem a ver com você. Uma boa dica para começar é este resumo do Guia do Estudante sobre todas as opções que a Engenharia oferece . Também vale a pena fazer um teste interativo para ter uma ideia de qual delas combina mais com você e acompanhar blogs especializados, como este.

Quais os lados bons da profissão?

"O campo é bastante amplo e oferece muito emprego", afirma o engenheiro de Produção Carlos Eduardo Bonadia, que se formou há dois anos pela Universidade Mackenzie , em São Paulo. Outro ponto que ele destaca é o salário inicial elevado em comparação a outras profissões. O piso salarial do engenheiro em São Paulo é de 8,5 salários mínimos por 8h de trabalho por dia.

E os lados ruins?

"A idade é um fator que pesa na carreira, que é bastante competitiva. Por isso, é fundamental estar em constante aprimoramento e especialização", pondera Carlos Eduardo. Outro ponto negativo é o fato de muitas empresas contratarem recém-formados não como engenheiros, mas como analistas, por conta de o salário inicial do engenheiro ser elevado, acrescenta.

Quais as melhores faculdades do país?

Confira as melhores faculdades de Engenharia do Brasil, de acordo com o Guia do Estudante 2012:

  • Engenharia Civil: Universidade de Brasília, PUC-Rio, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Universidade Federal de Santa Catarina, Unesp - Ilha Solteira, Universidade Federal de São Carlos, USP - São Carlos, Instituto Tecnológico de Aeronáutica e USP - São Paulo.
  • Engenharia de Produção: Universidade Federal de Viçosa, Universidade Federal Fluminense, PUC-Rio, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Universidade Federal de Santa Catarina , Universidade Estadual de São Paulo, Mauá-SP, Universidade de São Paulo - São Carlos e Universidade de São Paulo - São Paulo.
  • Engenharia Mecânica: UnB, UFMG, Unifei, UFU, UFSC, Unicamp, USP - São Carlos, ITA e USP - São Paulo.
  • Engenharia Elétrica: UFMG, UFCG, PUC - Rio, UFRJ, UFRGS, UFSC, Unicamp, USP - São Carlos e USP - São Paulo.
  • Engenharia Química: UFRJ, UFSC, Unicamp e USP - São Paulo.
  • Engenharia de Minas: UFRGS - Porto Alegre e USP - São Paulo.
  • Engenharia de Petróleo: UFRJ.
  • Engenharia Naval: UFRJ.

Carregando...