Mercado fechará em 6 h 58 min

Carregador MagSafe Duo de R$ 1.700 não é tão rápido quanto o modelo de R$ 500

Rubens Eishima
·2 minuto de leitura

Ao gastar mais de R$ 1.500 em um carregador de celular, você espera que ele seja a coisa mais rápida do mundo, certo? Errado, ao menos no que depender da Apple, pois a conveniência do novo MagSafe Duo de recarregar um iPhone e um Apple Watch ao mesmo tempo tem outro preço: uma potência reduzida.

Pelo menos é o que indica uma atualização recente na ficha técnica do acessório na loja da Apple norte-americana — o site brasileiro não tinha sido atualizado até a data de publicação do texto.

A página do produto que antes apenas recomendava o uso de um adaptador de parede USB-C de 20 W (que assim como nos iPhones, não acompanha o acessório de R$ 1.700), agora discrimina a potência de recarga de acordo com a fonte de energia utilizada:

  • Adaptador de alimentação USB-C de 20 W (vendido separadamente) para carregamento sem fio mais rápido de até 11W;

  • Adaptador de alimentação USB-C de 27 W ou superior (vendido separadamente) para carregamento sem fio mais rápido de até 14 W.

Curiosamente, mesmo usando um adaptador de 27 W, o MagSafe Duo fornece apenas 14 W para o celular, enquanto o carregador MagSafe básico lista uma potência de 15 W — ou 12 W, no caso do iPhone 12 mini.

O resultado é que, além de pagar os R$ 1.700 pelo MagSafe Duo (ou R$ 1.529,10 à vista), o consumidor terá que deixar de lado o adaptador USB-C de 20 W (que custa atualmente R$ 199) em favor do modelo de 30 W, que tem preço oficial de R$ 349 (ou R$ 314,10 à vista, na data de publicação). No final das contas, o custo para aproveitar o acessório ao máximo pode variar de R$ 1.843,2 (à vista) a R$ 2.048 (parcelado).

Apesar do alto custo, os fãs da Apple provavelmente vão justificar o “investimento” pela comodidade de ter um carregador compacto, que cabe em qualquer mochila ou bolsa — e que deve ser ótimo quando viagens voltarem a ser seguras.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: