Mercado fechará em 4 h 9 min
  • BOVESPA

    100.971,54
    +207,94 (+0,21%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.279,40
    -15,43 (-0,03%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,77
    +1,20 (+1,10%)
     
  • OURO

    1.821,30
    -3,50 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    20.666,93
    -128,31 (-0,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    449,84
    -0,23 (-0,05%)
     
  • S&P500

    3.860,49
    -39,62 (-1,02%)
     
  • DOW JONES

    31.262,05
    -176,21 (-0,56%)
     
  • FTSE

    7.323,41
    +65,09 (+0,90%)
     
  • HANG SENG

    22.418,97
    +189,45 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    27.049,47
    +178,20 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    11.832,25
    -208,25 (-1,73%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5309
    -0,0132 (-0,24%)
     

Carrefour conclui aquisição do Grupo BIG

O Carrefour Brasil concluiu a aquisição anunciada em 2021 do Grupo BIG, por 7 bilhões de reais, anunciou o grupo nesta terça-feira (7).

A compra do Grupo BIG junto à Advent International e Walmart vai permitir ao Carrefour "se consolidar como líder indiscutível do setor, com market share mais do que o dobro do segundo player e com uma cobertura abrangente em todas as regiões brasileiras, fazendo parte do grupo das 10 maiores empresas do Brasil", segundo comunicado da empresa.

O Carrefour antecipa "um potencial de sinergias significativas", o que permite prever uma "contribuição líquida adicional" para o superávit operacional bruto (EBITDA) de "pelo menos 2 bilhões de reais" em 2025.

"A aquisição foi feita 70% em efetivo e 30% em novas ações do Carrefour Brasil", especifica o grupo, que, após a operação, detém "67,7%" de sua subsidiária brasileira, contra 71,6% anteriormente.

Abílio Diniz, milionário brasileiro e segundo maior acionista do Carrefour, detém 7,2% da subsidiária, enquanto os ex-proprietários do Grupo BIG - Advent International e Walmart - mantêm 5,6% por meio de filiais, acrescenta.

O presidente executivo do Carrefour, Alexandre Bompard, que será nomeado presidente do conselho de administração do Carrefour Brasil em julho, estimou que a operação foi um "movimento estratégico" para "todo o grupo".

Com esta operação, no Brasil o grupo "tem mais de um quarto do mercado nacional, está presente em todos os estados do país e está se fortalecendo em mercados onde antes era bastante ausente", acrescentou em coletiva de imprensa por telefone.

O grupo, que terá mais de 1.000 lojas, vai empregar 150.000 pessoas no Brasil, "o que o torna o primeiro empregador privado do país", disse.

A assembleia geral extraordinária marcada para julho em São Paulo também deve nomear Abílio Diniz como vice-presidente do conselho de administração da subsidiária.

A operação foi anunciada em 2021, meses após o fracasso da fusão do Carrefour com o grupo canadense Couche-Tard, devido à rejeição do governo francês em período pré-eleitoral.

O Carrefour Brasil atua "agora com um novo segmento de mercado com o formato Sam's Club, por meio de um contrato de licença com o Walmart", destaca o Carrefour.

A operação "cria um grupo que possui mais de 1.000 lojas no país, representando quase 25% do mercado de distribuição de alimentos no Brasil", segundo o grupo.

Em 2021, o Carrefour, presente em quase 40 países, obteve um lucro líquido de mais de 1 bilhão de euros (1,1 bilhão de dólares ao câmbio atual).

cda/tjc/sag/mb/mr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos