Mercado abrirá em 8 h 46 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,64
    +0,59 (+0,91%)
     
  • OURO

    1.687,80
    +9,80 (+0,58%)
     
  • BTC-USD

    53.793,69
    +3.069,36 (+6,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.085,29
    +61,08 (+5,96%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.719,13
    +88,61 (+1,34%)
     
  • HANG SENG

    28.923,50
    +382,67 (+1,34%)
     
  • NIKKEI

    29.015,33
    +272,08 (+0,95%)
     
  • NASDAQ

    12.458,50
    +161,25 (+1,31%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9718
    +0,0120 (+0,17%)
     

Carrasco de brasileiros, Defensa y Justicia conquista Sul-Americana e emplaca feito raro - saiba qual

Nathalia Almeida
·1 minuto de leitura

Pouco destacada em solo brasileiro pela ausência de representantes nossos e, obviamente, pelo fato dos holofotes estarem totalmente direcionados à decisão da Conmebol Libertadores do dia 30 de janeiro, a Copa Sul-Americana teve seu desfecho na tarde deste sábado (23), em Córdoba. Em campo, dois times locais: Defensa y Justicia, vivendo a primeira decisão continental de sua história; e Lanús, campeão da Sul-Americana em 2013 e vice-campeão da Libertadores em 2017.

Em história e tradição, muitos creditavam o Lanús como favorito ao título, mas o que se viu em solo argentino foi o inverso: quem deu pinta de 'veterano' de finais foi o Defensa y Justicia de Hernán Crespo. Envolvente e senhor do jogo desde os primeiros minutos, o organizado time de Buenos Aires não teve dificuldades para vencer por 3 a 0 - gols de Frías, Braian Romero (artilheiro) e Camacho -, e experimentar, pela primeira vez em sua história, a glória de conquistar o continente.

Lanus v Defensa y Justicia - Copa CONMEBOL Sudamericana 2020 Final | Pool/Getty Images
Lanus v Defensa y Justicia - Copa CONMEBOL Sudamericana 2020 Final | Pool/Getty Images

Algoz de dois times brasileiros ao longo da vitoriosa campanha - eliminou Bahia e Vasco da Gama para chegar até a decisão -, o Defensa y Justicia entrou em um seleto rol de clubes que ergueram um título continental antes de um título nacional, algo raro de se ver não só na América, mas no futebol mundial como um todo. Poucos são os exemplos históricos que andam lado a lado ao feito do Defensa mas, curiosamente, um deles é bem recente: o Independiente del Valle (EQU), campeão da Sul-Americana de 2019, também ergueu o caneco continental antes de conquistar algo em nível doméstico.