Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.031,98
    +267,72 (+0,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.638,36
    -215,01 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,85
    -1,56 (-1,74%)
     
  • OURO

    1.795,10
    -3,00 (-0,17%)
     
  • BTC-USD

    24.032,14
    -316,45 (-1,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    571,41
    -19,35 (-3,28%)
     
  • S&P500

    4.297,14
    +16,99 (+0,40%)
     
  • DOW JONES

    33.912,44
    +151,39 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.509,15
    +8,26 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    20.040,86
    -134,76 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    28.871,78
    +324,80 (+1,14%)
     
  • NASDAQ

    13.678,75
    +101,00 (+0,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1795
    -0,0240 (-0,46%)
     

Carol Solberg volta a se manifestar contra Bolsonaro, mas sem dizer nome do presidente

·1 min de leitura

Após se classificar na final feminina do Superpraia, junto de Bárbara Seixas, a jogadora de vôlei Carol Solberg manifestou solidariedade ao mais de meio milhão de pessoas mortas no Brasil por conta da Covid-19.

Diferentemente do último Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia, Carol não expressou nominalmente nenhuma figura do Governo Federal, mas elucidou o descontentamento com a forma de combate à pandemia.

— A gente está trabalhando pra caramba, está sendo difícil. Já foi o tempo em que dava pra ficar aqui, jogando, sem falar sobre o que está acontecendo. Eu não consigo. A gente tem mais de 500 mil mortes. São mais de 500 mil famílias totalmente espedaçadas. Eu não consigo, adoraria poder falar sobre o jogo, mas, para mim, é impossível — declarou Carol.

Mansur: A América sob risco

— Então toda a minha solidariedade a essas famílias, de verdade. Muitas dessas mortes poderiam ter sido evitadas se a gente tivesse comprado as vacinas, então é muita indignação, muita. Então é isso, é focar amanhã na final e toda a minha solidariedade a essas famílias.

Em 20 de setembro do ano passado, a atleta gritou “Fora Bolsonaro” em entrevista transmitida ao vivo, durante o fim da disputa do torneio, no qual obteve medalha de bronze. Por conta do protesto, foi denunciada pela procuradoria nos artigos 191 (descumprir regulamento) e 258 (disciplina e ética esportiva) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Porém, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) absolveu a jogadora das acusações.

Bárbara e Carol enfrentam Vitória Mendonça e Andressa Cavalcanti nesta sexta-feira, pela final do Superpraia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos