Mercado fechado

Ela largou o mundo financeiro para transformar o hobby de organizar a casa em profissão

Carol Rosa tem quase 350 mil seguidores no Instagram (Reprodução/ @carolrosaorganizer)

Por Melissa Santos

Carol Rosa veio de uma família de empreendedores e, por mais que sempre tenha admirado isso, confessa que tinha medo de ter seu próprio negócio. Descontente com seu trabalho como analista financeira, sua mãe a ajudou a descobrir que seu hobby de organizar as coisas em casa poderia virar profissão. 

Assim que descobriu que poderia monetizar o hobby, Carol conta que buscou um curso e se apaixonou. "Resolvi que ia tornar aquilo a minha profissão e, em 2012, fiz um acordo para sair do escritório que eu trabalhava e apostei em realizar mais cursos e me profissionalizar", conta. 

Para isso, ela contratou pessoas para desenvolverem seu site, marca e cartões de visitas. "Nessa época, investi cerca de R$ 10 mil que eu tinha guardado para pagar esses profissionais, comprar o domínio do meu site", relembra. 

Para conseguir os primeiros clientes, ela fez anúncios na internet e saia de porta em porta se apresentando e deixando seus cartões em lojas. "Mesmo na era das redes sociais, os clientes vêm muito mais por indicação, pois é um trabalho muito minucioso e que mexe na intimidade. A partir do meu segundo ano, já tinha uma demanda e cartela de clientes", fala.

Em paralelo, Carol começou a usar as redes sociais para também mostrar seu trabalho. Segundo ela, na época, a maioria das pessoas que tinha conta nas redes e trabalhava com o tema postava mais imagens inspiracionais de arrumação e dicas de limpeza. "Meu diferencial foi sempre mostrar a minha rotina de trabalho. Não é fácil vender um serviço, por isso, mostrar ele em detalhes me ajudou muito", conta. 

Ela começou a receber pedidos para realizar cursos práticos e resolveu atender a demanda criando o "Organizando com Carol Rosa", que existe até hoje.

Em 2017, Carol mais uma vez ouviu os pedidos que chegavam via seu Instagram e lançou o e-commerce Shop Carol Rosa. "Como eu mostrava muito nas redes sociais o meu dia a dia, as pessoas começaram a pedir para comprar os dobradores de roupas que eu mandava fazer personalizados e entregava aos clientes no fim do trabalho", diz. 

Após muita insistência, ela começou a vender os itens via WhatsApp. "Mas não estava dando conta. Foi quando parei um pouco, desenvolvi um e-commerce só com produtos da minha marca, como colmeias organizadoras e capas", diz.

O público também começou a pedir por outros produtos que estavam relacionados à organização e foi quando ela resolveu ampliar o estoque de produtos. Hoje, a o e-commerce vende tudo relacionado à organização de casa, como cestos e aromatizadores, além de sua própria linha. 

Em 2018, foi o momento de abrir um showroom no bairro da Saúde, em São Paulo, para que os clientes pudessem conhecer os produtos pessoalmente e retirar suas entregas sem frete. “Os brasileiros gostam muito de ter a opção de conhecer os produtos em uma loja física, mesmo que depois eles optem por comprar online”, fala.

Ela aproveitou o andar de cima para criar o seu espaço para cursos com ambientes que simulam os espaços da casa. "Este ano vamos lançar alguns cursos de organização de rouparia e banheiro, closet, cozinha/lavanderia e despensa e todos são bem práticos”, afirma a empresária.

Os cursos Organizando com Carol Rosa (R$ 940) e também o Profissionalizante para Personal Organizer (R$ 3.200) estão com tanta demanda que ela vai contratar mais pessoas. Felizmente, organizar a casa não é um problema para ela.