Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.867,62
    +338,65 (+0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,09
    -1,58 (-2,52%)
     
  • OURO

    1.794,30
    +15,90 (+0,89%)
     
  • BTC-USD

    54.928,37
    -1.819,02 (-3,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.266,80
    +3,84 (+0,30%)
     
  • S&P500

    4.173,42
    +38,48 (+0,93%)
     
  • DOW JONES

    34.137,31
    +316,01 (+0,93%)
     
  • FTSE

    6.895,29
    +35,42 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.621,92
    -513,81 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    28.508,55
    -591,83 (-2,03%)
     
  • NASDAQ

    13.891,25
    +97,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7005
    -0,0020 (-0,03%)
     

Carne com alarme antifurto viraliza na internet

Redação Finanças
·2 minuto de leitura
Peça de picanha vendida por R$ 86,80 no Rio de Janeiro, mostra internauta
Peça de carne vendida por R$ 86,80 no Rio de Janeiro tem alarme, mostra internauta
  • Post no Twitter com carne com alarme anti-furto viralizou

  • Além do uso da ferramenta de segurança, o que chocou foi o preço da peça

  • A carne ficou 29,51% mais cara no últimos 12 meses, segundo o IBGE

Um tuíte que mostra uma peça de carne com alarme em um mercado do Rio de Janeiro, custando R$ 86,80, viralizou e chocou os internautas tanto pelo preço como pela presença do item de segurança. “Carne sendo vendida com alarme anti-furto é 100% Brasil 2021”, escreveu o usuário.

Leia também:

Outra publicação mostra alarmes nas peças de picanha em um supermercado de Campos dos Goytacazes, também no Rio de Janeiro, mas em novembro de 2020. “A picanha está tão cara que tem até alarme”, diz o usuário do Twitter.

Comer carne ficou 29,51% mais caro no últimos 12 meses, segundo o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), publicados na última quinta-feira (11) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Há relatos nas redes sociais do uso do item nas carnes desde 2012, mas agora, além da segurança, o que chama atenção é o preço.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.