Mercado fechará em 1 h 55 min
  • BOVESPA

    109.761,34
    -24,95 (-0,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.506,50
    -229,98 (-0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,56
    +0,65 (+1,45%)
     
  • OURO

    1.808,90
    +4,30 (+0,24%)
     
  • BTC-USD

    18.968,59
    -298,06 (-1,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    376,24
    +5,73 (+1,55%)
     
  • S&P500

    3.625,22
    -10,19 (-0,28%)
     
  • DOW JONES

    29.871,80
    -174,44 (-0,58%)
     
  • FTSE

    6.391,09
    -41,08 (-0,64%)
     
  • HANG SENG

    26.669,75
    +81,55 (+0,31%)
     
  • NIKKEI

    26.296,86
    +131,27 (+0,50%)
     
  • NASDAQ

    12.097,75
    +21,75 (+0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3399
    -0,0570 (-0,89%)
     

Carnaval 2021: Com novo coronavírus, Brasil pode ter feriado nacional em julho

·2 minuto de leitura
A performer from the Salgueiro samba school parades during Carnival celebrations at the Sambadrome in Rio de Janeiro, Brazil, Tuesday, Feb. 25, 2020. (AP Photo/Leo Correa)
Em 2020, Carnaval aconteceu antes do primeiro caso confirmado de coronavírus no Brasil (Foto: AP Photo/Leo Correa)

Sem uma data para a chegada da vacina contra o coronavírus, o Brasil não terá o carnaval na data tradicional, entre fevereiro e março. Para não deixar de ter a festa, o país pode acontecer entre os dias 9 e 12 de julho. Segundo informações da Exame, a proposta foi protocolada pelo deputado federal Luizinho (PP-RJ).

Jorge Castanheira, presidente da Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro, afirmou que as agremiações estão dispostas a fazer a mudança. A data foi escolhida para não bater com Festas Juninas ou com as Olimpíadas.

A condição para que o carnaval possa acontecer é a distribuição de uma vacina. “O deputado federal Luizinho, que preside a comissão de acompanhamento do novo coronavírus, esteve na semana passada na Liga e deu um parecer para poder criar um projeto de lei a nível nacional para que todas as capitais e cidades se reunissem para não atrapalhar as festas regionais como São João, além das Olimpíadas, que vão acontecer na segunda semana de julho”, afirmou Castanheira.

“Ficou acertado os dias 9, 10 11 e 12 de julho se a vacina já tiver sido aplicada. É uma situação inédita, mas necessária. Em São Paulo já é feriado no dia 9 de julho”, lembrou, em referência ao feriado da Revolução Constitucionalista de 1932.

Leia também

Os eventos nos barracões das escolas terão de seguir protocolos sanitários, com uso obrigatório de máscaras álcool em gel, além do distanciamento social.

À Exame, o carnavalesco da Mangueira, escola de samba do Rio, Leandro Vieira, falou sobre a Lei Aldir Blanc, aprovada em meio a pandemia para ajudar o setor cultural. “A Lei Aldir Blanc tem entre suas modalidades contemplar eventos virtuais dentro do contexto da pandemia. Então, todas as escolas de samba se prontificaram a escolher os seus sambas enredos de forma virtual. Através de uma live, mas as elas aguardam a confirmação da aprovação na lei. O que é feito tradicionalmente nos quadros nos fim de semana agora será transmitido para o público através de lives. A expectativa é que seja transmitido pela internet para todo mundo e que isso seja feito ao longo do mês de janeiro. E a final que escolherá o samba-enredo oficial será em fevereiro, no período quando aconteceria o carnaval oficial. Que é para preencher essa lacuna”, explicou Vieira.