Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.868,05
    -866,96 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.808,76
    -211,29 (-0,41%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,82
    +1,32 (+1,60%)
     
  • OURO

    1.794,10
    +12,20 (+0,68%)
     
  • BTC-USD

    60.692,35
    -2.645,83 (-4,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.447,76
    -55,27 (-3,68%)
     
  • S&P500

    4.542,79
    -6,99 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    35.666,88
    +63,80 (+0,18%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.341,25
    -137,50 (-0,89%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5615
    -0,0195 (-0,30%)
     

Carlos Sánchez valoriza semana cheia para treinos no Santos

·2 minuto de leitura


O Santos segue na preparação para o duelo com o Juventude no próximo domingo (26), às 16h, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2021.

Recuperado de uma entorse de tornozelo direito, o meia Carlos Sánchez vem trabalhando com o grupo no CT Rei Pelé e deve ficar à disposição para o duelo no Sul.

O uruguaio valorizou a primeira semana cheia de trabalho sob o comando de Fábio Carille e quer o Peixe esquecendo os tropeços das últimas partidas para alcançar a recuperação no Brasileiro.

- Importante nos adaptarmos rápido à ideia e ao sistema que quer o Carille. Estaremos à disposição para fazermos o melhor de nós para que a fase ruim passe rápido e que encontremos os três pontos que estamos procurando há um tempo. Com trabalho e dedicação, podemos fazer um grande jogo domingo. É um jogo muito importante, sem pensar no que já passou, mas sim em ganhar e jogar o jogo que o treinador pede - afirmou.

Para o duelo com o Juventude, Sánchez deve atuar pela primeira vez no Santos ao lado do amigo Emiliano Velázquez. Fora da partida contra o Ceará, no último sábado (18), em Fortaleza, o meia não viu a estreia do zagueiro uruguaio no empate em 0 a 0 no Castelão.

- Já estivemos juntos na seleção do Uruguai e falei para ele que queria estar no jogo do Ceará, mas meu tornozelo não deixou. Estava muito inchado. E que domingo joguemos juntos. É sempre um prazer jogar com um compatriota e ajudar a ele, que chegou recentemente. Que ele se adapte rápido. E ajudar não só a ele, mas a todos, sempre à disposição do professor. Precisamos ganhar jogos e se Deus quiser vamos fazer um grande jogo - ressaltou Sánchez.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos