Mercado fechado

Carlos Bolsonaro rebate divulgação de seu depoimento à PF

Valor
·1 minuto de leitura

Vereador se irritou em sua rede social e queixou-se de usarem 'depoimentos sigilosos' para desgastar sua imagem O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) usou sua conta na rede social Twitter para atacar a divulgação, pela Folha de S. Paulo, do seu depoimento à Polícia Federal, na Superintendência da PF no Rio, dentro do inquérito que investiga atos antidemocráticos. “[... ] Milhares vão às ruas espontaneamente e devido a meia dúzia esculhambam toda a democracia. Tentam qualificar a vontade popular como algo temerário”, escreveu. “Depoimentos sigilosos vazados ilegalmente mais uma vez para manter uma narrativa de desgaste diário. A biografia e os bilhões de reais perdidos fazem isso com a vontade de uma nação! PQP!”, emendou o deputado. Ele rebateu que atos de violência e depredação do patrimônio público e privado em outras manifestações são ignorados. “Atos estes apoiados por parlamentares e sabe-se lá quem mais, além de ignorar a trama de ‘fakenews’ já divulgadas pelas próprias palavras de certas pessoas.”