Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.867,62
    +338,65 (+0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,09
    -1,58 (-2,52%)
     
  • OURO

    1.794,30
    +15,90 (+0,89%)
     
  • BTC-USD

    55.013,47
    -1.966,32 (-3,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.268,48
    +5,52 (+0,44%)
     
  • S&P500

    4.173,42
    +38,48 (+0,93%)
     
  • DOW JONES

    34.137,31
    +316,01 (+0,93%)
     
  • FTSE

    6.895,29
    +35,42 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.621,92
    -513,81 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    28.508,55
    -591,83 (-2,03%)
     
  • NASDAQ

    13.891,25
    +97,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7005
    -0,0020 (-0,03%)
     

Caribe Oriental agora tem sua própria criptomoeda nacional

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Ilustração de moedas digitais.
Ilustração de criptomoedas. (Foto: Getty Images)
  • Caribe Oriental agora terá sua própria moeda digital

  • Ela se chamará DCash e estará disponível em quatro nações.

  • Projeto é o primeiro a integrar diferentes países sob uma mesma unidade monetária digital.

O Banco Central do Caribe Oriental, um grupo de nações localizadas na região mais ao leste do mar do Caribe, entre elas Granada e Santa Lúcia, anunciou o lançamento de uma moeda digital própria descentralizada.

Leia também:

A nova moeda digital chama-se DCash e é a primeira a integrar a economia de diferentes nações sob uma mesma unidade monetária digital.

Outros países, talvez mais notoriamente a China, têm feito estudos e experimentos para a implementação de seus próprios modelos de moeda digital descentralizada.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Novidade

Mas dessa forma, agrupando vários países, é a primeira vez que acontece.

Apesar de a união monetária do Caribe incluir oito nações, nesse primeiro momento a DCash estará disponível apenas em quatro: São Cristóvão e Névis, Antígua e Barbuda, Granada e Santa Lúcia.

As informações são do portal Money Times.

Segundo o Banco Central, a nova moeda digital poderá ser usada no comércio regular, no digital, e também em transferências de valor entre empresas.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube