Mercado fechará em 2 h 35 min
  • BOVESPA

    110.855,04
    -2.727,97 (-2,40%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.052,35
    -546,18 (-1,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,96
    -0,49 (-0,65%)
     
  • OURO

    1.736,20
    -15,80 (-0,90%)
     
  • BTC-USD

    41.265,85
    -1.851,93 (-4,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.017,20
    -39,94 (-3,78%)
     
  • S&P500

    4.359,97
    -83,14 (-1,87%)
     
  • DOW JONES

    34.345,26
    -524,11 (-1,50%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.500,39
    +291,61 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.762,00
    -432,75 (-2,85%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3497
    +0,0429 (+0,68%)
     

Cargill inaugura nova fábrica de pectina no Brasil, a primeira fora da Europa

·2 minuto de leitura
Logo da Cargill em prédio em Genebra

Por Ana Mano

SÃO PAULO (Reuters) - A unidade brasileira da companhia de commodities norte-americana Cargill concluiu a construção de uma nova fábrica para produzir pectina, um subproduto de frutas utilizado em geleias, bebidas, laticínios e confeitaria, anunciou a empresa nesta sexta-feira.

A fábrica é a única instalação de pectina da Cargill fora da Europa, onde possui três unidades do gênero.

A nova planta tornará a Cargill a segunda maior produtora mundial do ingrediente alimentício, disse em entrevista o diretor de Amidos e Adoçantes da empresa na América do Sul, Laerte Moraes.

Localizada perto do cinturão citrícola do Brasil --onde a Cargill terá casca de laranja como matéria-prima--, a fábrica deve ajudar a reduzir os custos de produção da empresa, já que atualmente duas de suas fábricas na Europa precisam importar cascas de laranja para então processá-las.

Segundo a companhia, a unidade brasileira atenderá principalmente aos mercados de exportação, especialmente clientes da Ásia, e empregará 120 pessoas.

O movimento da Cargill reflete uma necessidade de se equilibrar negócios de grande volume com margens mais baixas ao mesmo tempo em que amplia a presença em segmentos de mercado com volumes menores, mas preços mais altos.

Trata-se também de uma resposta à evolução dos clientes industriais e das necessidades dietéticas dos consumidores. A demanda global por pectina, um ingrediente natural que pode ser utilizado na culinária e panificação como agente emulsificante, estabilizador e espessante, deve crescer até 4% ao ano, disse a Cargill.

A empresa, uma das maiores tradings de soja e milho do Brasil, havia anunciado a construção da nova planta em 2018. Embora os trabalhos tenham atrasado ligeiramente em 2020 devido às restrições relacionadas à pandemia de Covid-19, a fábrica começará a operar este mês, disse Moraes.

A nova instalação possui capacidade para produzir cerca de 6 mil toneladas de pectina por ano. Um quilo do produto pode custar de 15 dólares a 20 dólares, segundo Moraes.

Ele acrescentou que a Cargill investiu 550 milhões de reais na fábrica.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos