Mercado fechado

Capitão América previu que símbolo do Justiceiro causaria controvérsia

Nos últimos anos, um assunto envolvendo o Justiceiro passou a extrapolar as páginas dos quadrinhos da Marvel e passou a ser controverso na vida real. A figura de uma caveira estilizada, em um fundo preto, passou a ser adotado por grupos de simpatizantes de ideais fascistas e de extrema-direita — o que causou mudanças na própria logo do personagem. E o Capitão América já havia previsto isso nas próprias HQs da Casa das Ideias.

Antes de falar sobre a edição que prova a teoria de Steve Rogers anos antes de ela se concretizar, é preciso lembrar como começou a polêmica sobre o símbolo do Justiceiro. O ícone da caveira sempre foi tão querida aos fãs do personagem, e também faz sucesso há tempos entre policiais. E nada disso chegava a causar atritos, até que, a partir de 2017, o uniforme da propriedade da Marvel passou a ser usado com mais frequência pelos grupos fascistas e de extrema-direita.

Em 2018, essa ideia começou a viralizar na Internet e passou até a ser motivo de brigas entre fãs, grupos políticos, e todo mundo que tinha visões diferentes sobre o uso da caveira do Justiceiro. A Marvel, então, deu dicas sobre o que acha a respeito do assunto, na própria revista do personagem. Em The Punisher #13, Frank Castle diz a dois policiais que "acreditam nele" para parar de fazer isso; e olhar para o Capitão América como modelo.

Passados alguns meses, o próprio cocriador do Justiceiro, Gerry Conway, frisou que Frank Castle é um criminoso, e, com tal, ele não deve ser adotado como um símbolo, especialmente para aqueles que devem defender a lei — em uma clara referência aos policiais “linha dura” que vinham adotando a caveira branca como ícone.

Marvel mudou o símbolo do Justiceiro por tempo indeterminado (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)
Marvel mudou o símbolo do Justiceiro por tempo indeterminado (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Em 2019, a Marvel decidiu também condenar abertamente o uso da logo do personagem por grupos simpatizantes ao fascismo e à extrema-direita. E, como a mensagem parecia estar sendo ignorada, a e editora simplesmente abandonou o uso daquela caveira como o símbolo do Justiceiro — e, desde então, ela segue alterada, por tempo indeterminado. A Casa das Ideias prefere dizer que a mudança aconteceu naturalmente devido à nova fase do anti-herói, mas todo mundo sabe que também ajuda a afastar uma ideia que a companhia não gosta.

Quando o Capitão América previu a polêmica envolvendo o símbolo do Justiceiro?

Na saga Guerra Civil, lançada em 2006, mais de dez anos antes do início das controvérsias sobre a caveira no peito do Justiceiro, o Capitão América tinha sofrido grandes baixas em sua equipe, após um confronto inicial com o lado do Homem de Ferro.

O Justiceiro, embora não seja leal a ninguém, nutre um grande respeito por Steve Rogers, pelo tempo em que ele serviu ao exército dos Estados Unidos. O Capitão América, desesperado por aliados em um momento sensível, recorreu a Frank Castle, sob a premissa de que o Justiceiro usaria apenas armas não letais. Logo ele se arrependeria, e socaria Castle depois de o vigilante assassinar duas pessoas contrárias aos ideais de seu grupo.

O Justiceiro lembra que o Capitão América já havia avisado que usariam seu símbolo de forma inadequada (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)
O Justiceiro lembra que o Capitão América já havia avisado que usariam seu símbolo de forma inadequada (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Já em Punisher: Nightmare #3, de 2013, uma história mostra quais eram as principais ressalvas de Rogers sobre o Justiceiro, a partir da memória do próprio Castle, na época em que ele foi chamado para a Guerra Civil. O Sentinela da Liberdade explicou que não gostava de Castle por ele ser psicopata ou criminoso; e sim por causa do símbolo que ele pode ser tornar, ao exibir sua caveira no peito atrelado a uma maneira inadequada de “fazer Justiça com as próprias mãos” — ou seja de ele inspirar pessoas a seguir um caminho unilateral e sangrento.

Bom, já deu para notar que Steve Rogers mais temia realmente aconteceu, e fora das revistas. E o Capitão América tem estofo para falar sobre o assunto, já que ele é um símbolo vivo; então, sabe perfeitamente como isso pode ser perigoso se for usado para prejudicar as pessoas e a liberdade. Enquanto isso, o Justiceiro segue com sua caveira alternativa, até segunda ordem da Marvel.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: