Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.347,77
    +1.859,89 (+1,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.397,72
    -120,58 (-0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,64
    +0,36 (+0,33%)
     
  • OURO

    1.851,70
    +9,60 (+0,52%)
     
  • BTC-USD

    29.250,19
    -715,17 (-2,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    656,88
    -18,00 (-2,67%)
     
  • S&P500

    3.973,75
    +72,39 (+1,86%)
     
  • DOW JONES

    31.880,24
    +618,34 (+1,98%)
     
  • FTSE

    7.513,44
    +123,46 (+1,67%)
     
  • HANG SENG

    20.470,06
    -247,18 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    12.051,75
    +211,00 (+1,78%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1414
    -0,0114 (-0,22%)
     

Caoa Chery demite 485 pessoas e fecha fábrica em Jacareí

Fábrica de Jacareí foi construída pela chinesa Chery, que depois teve metade das ações adquiridas pela Caoa. (Divulgação/Caoa)
Fábrica de Jacareí foi construída pela chinesa Chery, que depois teve metade das ações adquiridas pela Caoa. (Divulgação/Caoa)
  • Fábrica produzia o SUV Tiggo 3x, que sairá de linha, e o sedã Arrizo 6;

  • Suspensão em Jacareí será compensada pela ampliação da produção em Anápolis;

  • Empresa quer eletrificar todos os modelos de suas marcas a partir de 2023.

A Caoa Chery anunciou que vai demitir ao menos 485 funcionários e suspender a produção na fábrica da montadora em Jacareí, no interior de São Paulo. O motivo, segundo a empresa, é que a fábrica deve passar por adequações para a produção futura de veículos elétricos.

As indenizações serão negociadas com o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região. O número de demissões inclui todo o pessoal da produção e cerca de metade da administração. A fábrica produzia o SUV Tiggo 3x, que sairá de linha, e o sedã Arrizo 6, que passará a ser importado.

O grupo pretende ampliar a produção da unidade de Anápolis (GO), onde são produzidos os SUVs Tiggo 5x, Tiggo 7x e Tiggo 8. A empresa afirma que vai eletrificar todos os modelos de suas marcas a partir de 2023.

“A empresa está atenta às demandas globais em relação à mobilidade sustentável e assume o compromisso com o Brasil e seus consumidores de eletrificar todos os modelos de seu portfólio”, afirma em nota.

Como os funcionários da produção de Jacareí estão em licença remunerada desde 21 de março, nenhum carro foi produzido desde então. Segundo a empresa, a suspensão dos processos industriais em Jacareí será compensada pela ampliação da produção em Anápolis, que está sendo preparada para lançamentos no segundo semestre.

A fábrica de Jacareí foi construída pela chinesa Chery, que depois teve metade das ações adquiridas pela Caoa, que divide a produção de modelos da marca e da coreana Hyundai com a fábrica de Anápolis (GO), já preparada para receber linhas de modelos híbridos.

Investimentos previstos

O investimento para os novos projetos está incluído no plano de R$ 1,5 bilhão para o período de 2021 a 2025. O grupo informa que será pioneiro no desenvolvimento e produção de veículos “verdes” no país e que vai eletrificar todos os veículos de seu portfólio até o final de 2023.

O movimento da companhia ocorre em um momento em que a chinesa Great Wall passa a operar no Brasil com projetos de fabricação de carros eletrificados na fábrica adquirida da Mercedes-Benz em Iracemápolis (SP).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos