Mercado abrirá em 4 h 45 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,62
    +0,36 (+0,51%)
     
  • OURO

    1.811,80
    -10,40 (-0,57%)
     
  • BTC-USD

    38.434,66
    -1.493,89 (-3,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    933,85
    -27,05 (-2,81%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.111,40
    +29,68 (+0,42%)
     
  • HANG SENG

    26.110,71
    -125,09 (-0,48%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    14.980,00
    +27,25 (+0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1192
    -0,0249 (-0,41%)
     

A cannabis começou a ser cultivada na China há 12.000 anos, segundo estudo

·2 minuto de leitura
A cannabis é usada há milhares de anos em tecidos, além de suas propriedades medicinais e psicotrópicas

A cannabis foi cultivada pela primeira vez por humanos há cerca de 12.000 anos na China, de acordo com um estudo baseado na análise de genomas de plantas de todo o mundo.

De acordo com o estudo, publicado sexta-feira na revista Science Advances, a história genômica da domesticação da cannabis não foi suficientemente estudada em comparação com outras espécies, em grande parte devido a restrições legais.

Os pesquisadores coletaram 110 genomas completos que abrangem todo o espectro da cannabis, de plantas selvagens a híbridos modernos usados para cânhamo e drogas, por meio de cultivares, ou seja, espécies de plantas criadas artificialmente. O estudo afirma ter determinado "o tempo e a origem da domesticação, os padrões de divergência após a domesticação e a diversidade genética atual".

"Nossa datação genômica sugere que os primeiros ancestrais domesticados do cânhamo e tipos de drogas divergiram da cannabis basal" há cerca de 12.000 anos ", indicando que a espécie já havia sido domesticada no início do Neolítico", observa o estudo.

"Ao contrário de uma opinião amplamente aceita, que associa a cannabis a um centro de domesticação de plantações na Ásia Central, nossos resultados são consistentes com uma única origem de domesticação da 'cannabis sativa' no Leste Asiático, o que concorda com as primeiras evidências de sítios arqueológicos", disseram os autores.

A cannabis é usada há milhares de anos em tecidos, além de suas propriedades medicinais e psicotrópicas.

A evolução do genoma da cannabis sugere que a planta foi cultivada para fins múltiplos por vários milênios, de acordo com o mesmo estudo.

Acredita-se que as variedades atuais de cânhamo e drogas tenham sua origem na criação seletiva iniciada há cerca de 4.000 anos, otimizada para a produção de fibras ou canabinoides.

A seleção resultou em plantas de cânhamo altas e sem ramos com mais fibra no caule principal e plantas de maconha curtas e bem ramificadas com mais flores, maximizando a produção de resina.

O estudo foi divulgado por Luca Fumagalli, da Universidade de Lausanne, e incluiu cientistas da Grã-Bretanha, China, Índia, Paquistão, Qatar e Suíça.

rjm/yad/hba/lb/pc/dbh/jc

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos