Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.893,32
    -1.682,15 (-1,52%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.778,87
    +104,57 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,26
    -0,08 (-0,18%)
     
  • OURO

    1.781,20
    +0,30 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.607,91
    +90,64 (+0,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    382,09
    +17,50 (+4,80%)
     
  • S&P500

    3.621,63
    -16,72 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    29.638,64
    -271,73 (-0,91%)
     
  • FTSE

    6.266,19
    -101,39 (-1,59%)
     
  • HANG SENG

    26.341,49
    -553,19 (-2,06%)
     
  • NIKKEI

    26.686,02
    +252,40 (+0,95%)
     
  • NASDAQ

    12.353,25
    +76,25 (+0,62%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3612
    0,0000 (0,00%)
     

Candidato é baleado durante transmissão ao vivo na Grande São Paulo; assista

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Reprodução
Reprodução

Ricardo de Moura (PL), de 40 anos e candidato a vereador em Guarulhos (SP), foi baleado ao vivo durante uma transmissão ao vivo pela internet nesta segunda (9). Ele está “estável e consciente”, afirma a Secretaria Estadual de Saúde.

Moura estava ao lado da candidata à prefeita de seu partido, Adriana Afonso, e também com o candidato a vice Flammarion Ruiz, também presidente guarulhense do PL.

Leia também

Antes da chegada dos correligionários, um homem de capuz, ainda não identificado, atirou contra Moura e fugiu correndo para dentro de uma favela da região, de acordo com o jornal Agora.

“O crime aconteceu pouquíssimos minutos antes de a gente chegar ao local”, informou Ruiz ao Agora.

Segundo a transmissão feita pelo candidato, sua fala é interrompida quando ele afirma "vamos fazer a diferença para Guarulhos". Após isso, a vítima caí no chão, da mesma forma que o celular. Segundos depois é possível ouvir um segundo disparo e um grito de dor, provavelmente do candidato após ser ferido.

"Foi solicitada perícia e o caso foi registrado pelo 9º DP de Guarulhos. Diligências estão em andamento para localizar os autores", diz trecho de nota da SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB).

Assista (as imagens são fortes):