Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.575,47
    +348,38 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.674,30
    -738,17 (-1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,53
    -0,18 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.788,10
    -23,10 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    17.137,85
    +17.137,85 (+0,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    333,27
    -4,23 (-1,25%)
     
  • S&P500

    3.638,35
    +8,70 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    29.910,37
    +37,90 (+0,13%)
     
  • FTSE

    6.367,58
    +4,65 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    26.894,68
    +75,23 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    26.644,71
    +107,40 (+0,40%)
     
  • NASDAQ

    12.257,50
    +105,25 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3746
    +0,0347 (+0,55%)
     

Candidata a vereadora em SP tem WhatsApp clonado, e mãe cai em golpe

Colaboradores Yahoo Notícias
·1 minuto de leitura

Malu Molina, candidata a vereadora de São Paulo pelo Cidadania, registrou boletim de ocorrência após ter seu WhatsApp clonado. A mãe, Suely, caiu no golpe e transferiu R$ 3,6 mil ao criminoso que se passou pela filha dela.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a mãe de Malu quase transferiu outros R$ 2,7 mil supostamente a pedido da filha, alegando urgência na campanha.

Leia também

O noivo da candidata, Lucas Becker, desconfiou do golpe e ligou para a companheira, que alertou a mãe sobre o falso WhatsApp.

Suely, de 68 anos, já tinha efetuado uma doação para a filha “real”, porém um valor mais baixo do que o pedido pelo golpista (em torno de R$ 1 mil).

Malu não descarta ser um golpe político, como alguém tentando acusá-la de usar dinheiro não declarado na campanha.

“Como sabiam que era minha mãe? Como tinham o número dela? Está cada vez mais comum, está se espalhando de uma maneira muito nefasta. É o coronavírus do golpe de telefone”, disse a candidata à reportagem.